Política

“Viramos inimigos”, aponta CDL/BH sobre relação de Kalil com o comércio

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL/BH), Marcelo de Souza e Silva, disse que o prefeito Alexandre Kalil (PSD), trata o comércio como “inimigo” e não quer papo. A constatação foi manifestada durante entrevista coletiva virtual nessa terça (26) ao contar as inúmeras vezes que bateu à porta da prefeitura na busca do diálogo.

O prefeito como os consumidores sabem que a CDL e entidades parceiras querem, sim, a reabertura do comércio. Além do pedido, o diálogo reivindicado é para saber como podem e de que forma devem reabrir a atividade sem agravar os indicadores da pandemia do coronavírus.

São 24 entidades ligadas ao setor que buscam o reconhecimento da realidade que os afetou. Além disso, querem demonstrar, até onde os números apontam, que o comércio não contribuiu para o agravamento da Covid-19, nem ofereceria risco que justificou seu fechamento. Os números referem-se aos indicadores que vão da ocupação dos leitos disponíveis ao índice de isolamento antes e depois e dos efeitos drásticos do fechamento.

“A PBH tem um problema seriíssimo”

“Já fizemos reuniões, mas não temos retorno, não conseguimos evoluir nas questões que colocamos. A Prefeitura tem um problema seriíssimo: quando colocamos posições contrárias ao que ela pensa, viramos inimigos. Estamos aqui para fazer ações em conjunto”, declarou Marcelo de Souza e Silva.

A PBH nega essa posição. Garantiu que a medida não trata de culpar o comércio ou qualquer setor econômico pela explosão de casos. “O objetivo, neste momento, é retirar o máximo de pessoas de circulação tendo em vista que nunca tivemos um contingente tão grande de pessoas contaminadas na cidade. Tão logo os indicadores permitam, a flexibilização será retomada”, adiantou a nota da administração municipal.

Souza e Silva citou ainda que, quando foi reeleito, Kalil declarou que “agora é a hora do comércio, de ajudar esse povo que quase quebrou”. De acordo com Marcelo Souza, apesar da declaração, Kalil não entrou em contato com a entidade para estabelecer um plano conjunto de retomada da economia na capital.

Tributos adiados

“O que vimos, só agora, foi o prefeito postergando o pagamento de IPTU e algumas taxas, e falando que vai estudar a questão de eliminar essas taxas. Isso foi o que chegou para a gente, mas não foi nenhuma oferta direta”, pontuou. Afirmou que a CDL-BH está disposta a fazer planejamento de reabertura gradual, em dias e horários reduzidos, mas que precisa do diálogo com a PBH para isso.

O dirigente não descartou, a exemplo de outras iniciativas, a possibilidade de entrar na Justiça pela reabertura do comércio na capital, mas ressaltou que prioriza o diálogo. “Nós achamos que não é o caso disso ainda. É legítimo quem queira entrar na Justiça, é uma opção, mas desde o início estamos pedindo o diálogo. A questão judicial não é descartada, porque preciso ouvir os associados da entidade, mas vamos exaurir a questão do diálogo. Dialogar à exaustão”, afirmou Marcelo de Souza.

De acordo com os dados das entidades do comércio, os índices de ocupação, apresentados pela PBH no dia 6 último, são reflexo direto do fechamento de leitos feito a partir de setembro passado. Esses índices apontam, hoje, 83,5% para UTI Covid e 63,7% para enfermaria Covid. Caso 451 leitos não tivessem sido desativados, os índices seriam e 70,3% para UTI e 57% para enfermaria.

Levantamento aponta desativação de leitos

Segundo esse levantamento, teriam sido desativados 175 leitos de UTI e 276 leitos de enfermaria que, até o momento, não foram reativados. “No último dia 24 de janeiro, foram registradas 503 internações em UTIs nas redes SUS e suplementar. No dia 6 de agosto de 2020, data da reabertura do comércio, eram 558 internações em leitos de UTI. A avaliação revela que o número de pessoas internadas atualmente é menor que na data de retomadas das atividades comerciais em agosto de 2020”, constatou estudo das entidades.

Segundo o presidente da CDL/BH, a reabertura dos leitos interessa não somente ao comércio, mas toda a população de BH. “Em agosto, tínhamos um leito SUS de UTI para atender 5.900 pessoas. Com a redução, hoje temos um leito para 8.250. É bom lembrar que não estamos pedindo a abertura de nenhum leito novo. Estamos cobrando apenas a reativação dos que foram fechados”, afirmou.

Os índices referentes ao isolamento social, apresentados pela PBH como motivador para novo fechamento do comércio, revelam que nos três dias úteis anteriores ao anúncio da paralisação, a média de isolamento era 46,03%. No último boletim epidemiológico, emitido dia 25, este índice registrava uma média de 45% nos dias úteis desde o fechamento. Ou seja, o isolamento social não diminuiu mesmo com o comércio estando fechado.

E mais, segundo a pesquisa, a frota do transporte coletivo foi reduzida, bem como os horários de circulação. “Isso tem gerado aglomerações em pontos de ônibus e os veículos têm apresentado excesso de passageiros. Tal realidade é contrária ao pregado pela administração municipal quando se refere à necessidade de isolamento social”, acentuou.

Belo-horizontino tenta driblar a Covid-19

Curiosamente, os belo-horizontinos têm migrado para as cidades da Grande BH para realizar suas compras. “Hoje, conseguimos comprovar mais uma vez que o fechamento do comércio não resolve o problema do aumento do número de casos de Covid na cidade”.

Em sua nota, a prefeitura adiantou que o comércio será reaberto assim que houver melhora nos indicadores epidemiológicos. “Hoje, dia 26, a taxa de transmissão continua próxima de 1, registrando 0,97. O impacto dessa dinâmica sobre as solicitações de internação é direto, mantendo o crescimento no número de casos graves que exigem algum tipo de internação, que seguem no nível vermelho (80%)”.

LEIA MAIS: Assembleia propõe reduzir imposto e dívida por retomada econômica

Orion Teixeira

Ver Comentários

  • esse cara do cdl esta fazendo e politica com os mortos
    ta nem ai pra comercio, quer reabrir comercio pra matar mais gente, ou vai vir com o papinho de desempregado morre e tudo mais?
    me fala ai o poderoso do cdl?
    o que voce ja fez para ajudar ? disponibilizou leitos de uti? achei q era os shoppings que estavam pagando isso
    conta ai, o que voce fez????????? NADA................................

    • desempregado nao morre, mas pode te assaltar...ou supermercado , cemig copasa estao dando produtos e serviços de graça,? ou vc esta repartindo o seu salario com algum desepregado?

      pare de olhar para o proprio umbigo!!!

      comercio mata, pois as mulas do fique em casa, aglomeram nestes estabelecimentos.

  • O mínimo que estes lacradores irresponsáveis tem que fazer e pagar as despesas (aluguel, empregados e etc) daqueles que eles impossibilitaram de trabalhar sem nenhuma justificativa. Pior, cidade ficou fechada 6 meses para preparar uma saúde que nunca teve e não fizeram nada. Cadê o dinheiro da saúde??? Sumiu e comércio tem que cobrir os rombos provocados por este bando . Passou da hora de termos uma atitude mais ativa.

  • Estão colocando a crise da saúde na pandemia, só queria que me lembrassem que dia na historia, tivemos leitos suficientes para atender a população, a saúde neste pais sempre foi uma vergonha, estes canalhas se passando por bons mocinhos, querem quebrar o pais, quero ver na hora que o dinheiro para pagar salário deste monte de puxa saco acabar, o que eles irão fazer.

  • A CDL não é a única representante do comércio em BH. A Prefeitura negocial com outras entidades que, essas sim, não ficam fazendo política com a Covid e nem usam a doença como plataforma para se candidatar a coisa alguma, como é o caso desse tal Marcelo Souza aí da CDL. A população já deu o recado para ele e essa turma do comércio nas urnas.

  • Se para o CDL só o comércio interessa, sugiro que os comerciantes invistam em UTIS dentro dos Shoppings caso os consumidores tenham crises de respiração descendo uma escada rolante, por exemplo. Serão as UTIs fashion . Para as feiras, cada feirante disponibilizará a UTI montável com respiradores e mini botijões de oxigênio. Desse jeito poderão faturar e continuar desfrutando dos prazeres das pickups de cabine dupla e das férias nas praias do Nordeste(sem UTIs).

    • Nós não somos uma nação. Somos um “amontoado” de gente em que cada um só pensa em si. Cada um pra si e Deus pra ninguém. Não temos passado, presente e nem futuro de que possamos nos orgulhar.

    • Então como bom esquerdista solucionador de conflitos que vossa senhoria é, ajude os comerciantes a saldar seus débitos com seus funcionários e também a pagar aluguéis, e impostos em dia, me desculpem as palavras mas tem que ser no mínimo irracional para nao entender que a doença e sim altamente infecciosa, mas a taxa de mortalidade é baixa, e a prefeitura sim desativou leitos e não cumpriu seu papel, deveria sim estar tudo funcionando e normal, e vossa senhoria sentir incomodado e só não sair na rua, e se estiver trabalhando peça demissão e fique em casa, como disse o Kalil animal,emprego tá fácil você arruma outro, deixa quem quiser viver seguir sua vida, e quando cada um cuida do seu tudo da certo, antes de falar asneiras vai se informar.

    • comercio ja é estrangulado com impostos, estes quedeveria ser revertidos ao bem da população como educação, segurança e saúde...o que tem sendo feito e bancar o maior salario de prefeito no Brasil , junto com seus41 ladroes na camara.

    • Só para os desavisados. O CDL Já enviou a proposta de abrir o comercio com restrição e em contra partida os comerciantes investem no aumento de leitos. Só que o excelentíssimo prefeito recusou. Ele só é a favor como ele mesmo disse em entrevista ao shopping que dá empregos ao pessoal de tornozeleira. E O CDL e outras entidades desde o início patrocinam o setor de saúde e ajuda no controle do COVID. Além do mais o CDL é uma entidade dos lojistas e comercio. Os outros tem suas próprias representatividades. A prefeitura é que pega o dinheiro e distribui cesta básica mas não investe em leitos.

    • e sem dinheiro, vc compra remedio com o q?
      morre no sus!!

      e cada uma que esses jumentos encantados gostam de repetir.

  • a verdade é uma só:

    o prefeito governa para doentes e mortos:
    pq nao fechou a cidade, na epoca da eleição?ficou pianinho...
    Qto mais durar a pandemia , melhor para ele, ganhar tempo, afinal nao sera cobrado, pois estamos em pandemia.

    BH ESTÁ TRANSFORMANDO EM UMA CIDADE DE MISERÁVEIS, veja ao redor da rodoviaria, parece a nova cracolandia...
    vários empresários, ja fizeram suas malinhas e se mudaram de bh...
    não se faz cidade, com vereadores, e nem puxasaco de politico.
    afina o pib de bh, é 74 por cento oriundo do comercio.

    Que ajuda o prefeito tem feito para as pessoas da cidade?NADA NADA NADA

    quer dizer, adiou o iptu de alguns comerciantes para final do ano..ou seja, terao que pagar 2 iptus ao mesmo tempo.

    e o que a mídia quer? o caos, o caos gera noticia, visibilidade e venda de jornais...
    em plena pandemia, estao com o mimimi de impeachment? todo presidente tem quesofrer impeachtment nessa bosta de pais?

  • Essa discussão está extremamente politizada, é gente falando que se fechar morre de fome, gente falando que se abre aumenta os casos(fato no mundo todo), mas se esquecem que UTI não se sustenta sem funcionário capacitado, não adianta a CDL e algumas pessoas falarem sobre leito, se não tem mão de obra qualificada disponível, esse pessoal da linha de frente também tem ferias, também pega atestando e licença, também fica doente, pessoal tem que ter um senso mais critico sobre o assunto.

Posts Relacionados

Embraer enxuga na Aviação Comercial; ainda efeito Boeing

A Embraer S.A. anunciou na quarta (26/01) a conclusão na “reintegração” dos negócios da Aviação…

6 horas atrás

Boeing injeta US$ 450 mi no eVTOL; 140 mi de voos/ano

Boeing Company injetou US$ 450 milhões (R$ 2,4 bilhões, no dia do anúncio) na startup…

9 horas atrás

OCDE não tolera ataques de Bolsonaro à democracia

O presidente Jair Bolsonaro deverá segurar a corda do tema Organização para a Cooperação e…

1 dia atrás

Prefeitura de SP condenada por erro médico em hospital

Justiça de São Paulo condenou a Autarquia Hospital Municipal Regional do Tatuapé (AHM), da Prefeitura…

2 dias atrás

Lula só pensa em Bolsonaro, mas deveria ter plano B para evitar 3ª via

O ex-presidente Lula (PT) lidera as pesquisas no cenário em que polariza com o presidente…

5 dias atrás

Kalil está mais adiantado que Zema na montagem de chapa para eleição

Até o momento, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), estaria mais adiantado do…

6 dias atrás

Thank you for trying AMP!

We have no ad to show to you!