Economia

SoftBank apura U$ 1,69 bi com ações da Coupang

O Vision Fund, do SoftBank (SoftBank Group Corp), do Japão, apurou US$ 1,69 bilhão com a alienação, comunicada nesta sexta (17/09), de 57 milhões de ações no capital da Coupang Inc. A empresa que teve participação reduzida é do segmento de serviços do varejo eletrônico e logística de entrega, na Coreia do Sul.

A Coupang tem portfólio de produtos e serviços variados, tais como utilidades doméstica, decoração, vestuário, alimentos, beleza, artigos esportivos, pedidos e entregas de restaurantes.

Mesmo com a venda daquele volume, o fundo, conforme comunicado à Bolsa de Nova York, manteve em carteira 568,2 milhões de ações da Coupang.

Recado para empresas no vermelho

Por coincidência, a Coupang apresentou prejuízo de trimestral de US$ 0,30 por ação. A decisão do banco, portanto, sinaliza em amarelo, como já fez, para outras empresas em que participa.

O SoftBank é presente no mercado brasileiro, por exemplo, via aplicativos de entregas Rappi (Colômbia ) e Loggi, na plataforma de aluguéis QuintoAndar entre outras startups. Mas o destaque é o Banco Inter. O banco digital brasileiro pertence ao Grupo MRV e o investidor japonês, via La Bi Holdco Llc, detém 14,29% de suas ações.

O Grupo MRV é controlado pelo fundador Rubens Menin. O empresário mineiro é dono, ainda, das empresas de comunicação CNN Brasil (licença da CNN) e Rádio Itatiaia.

SoftBank fez outras vendas

A venda das ações da Coupang não surpreendeu, pois, no 1T21, o Vision Fund alienou papéis das empresas de entregas DoorDash e na Uber Technologies Inc. Levantou US$ 2,8 bilhões. Todavia, apesar dos valores elevados das vendas, o lucro líquido do SoftBank, de US$ 6,9 bilhões, representou queda de 39%

No mês passado, o Vision Fund comunicou lucro de US$ 2,15 bilhões para o 1T21.

Foco do SoftBank no Vision Fund 2

Em agosto o SoftBank noticiou que 2/3 dos primeiros US$ 100 bilhões do fundo estão listados ou encerrados. Em investimentos com “sócios limitados” (projetos de capital fechado) repassou US$ 27 bilhões.

CEO do SoftBank, Masayoshi Son, atrás de máquinas inteligentes que robôs atuais- Foto: Divulgação

O novo foco do banco, todavia, aponta para investimentos do Vision Fund 2.

O presidente-executivo do SoftBank, Masayoshi Son, revelou que o fundo terá capital de US$ 40 bilhões. Este novo fundo lista 47 novos investimentos, que totalizam US$ 14,2 bilhões no 1T21. Entretanto, que a preferência será por startups que traduzam nova fase da inteligência artificial, como robôs mais inteligentes.

Nairo Alméri

Posts Relacionados

Sem Eletrobras, Era Vargas fica pela Petrobras e BNDES

Quando o Governo privatizar a Eletrobras, das grandes empresas setoriais idealizadas e criadas nos Governo…

1 dia atrás

Artigo: Onde há Defensoria Pública, há justiça e cidadania

Fernando Martelleto* O dia 19 de maio foi oficialmente instituído como o Dia Nacional da…

1 dia atrás

AlphaVille continua no prejuízo e vai esfolar seus clientes

Uma das principais grifes de empreendimentos imobiliários de alto padrão país, a holding AlphaVille S.A.…

3 dias atrás

Sunew renova agonia no BNDES; liquidação em pauta

A insustentabilidade da Sunew Filmes Fotovoltaicos Impressos S/A, fábrica de filmes para geração de energia…

4 dias atrás

Viana admite sair da disputa após previsão de 2º turno em Minas

O senador Carlos Viana (PL) colocou a própria candidatura a governador no telhado. Ou colocaram…

4 dias atrás

Ubatuba cobra do turista acesso às praias; pelo ambiente

Prefeitura de Ubatuba (SP) passa a cobrar dos turistas a “taxa de preservação ambiental” (TPA)…

6 dias atrás

Thank you for trying AMP!

We have no ad to show to you!