Economia

ANM aprova repasses da Apollo à holding BMIX

A Agência Nacional de Mineração (ANM) concordou com a transferência e “averbação da cessão total de direitos” de lavra de 46 concessões pertencentes à Mineração Apollo Ltda. A partir desta segunda (12/09), portanto, passam à BMIX Participações Ltda, uma das controladoras diretas. Esta, por sua vez, é subsidiária Brazil Minerals, Inc (BMIX), dos Estados Unidos. A mineradora tem, por exemplo, instalações de minério de ferro Rio Piracicaba (MG), vizinhas à exploração da Vale S.A.

BMIX está no ouro, cobalto, lítio, titânio, diamante, …

Além de direitos para minério de ferro, a Brazil Minerals tem no país projetos e direitos de concessão. Entre estes, para extração de lítio, terras raras, titânio, níquel, cobalto, ouro, diamante, areia industrial e quartzito. Suas principais concessões e projetos estão nos estados do PI, CE, TO, GO, MG e BA.

A controladora da Apollo informou, no relatório de junho aos investidores, que os ensaios de concentração de minério bruto atingiram 64% de teor de ferro. A lavra, a céu aberto, entrará em produção neste quadrimestre. A comercialização, porém, somente no 1º trimestre de 2023.

A BMIX, entretanto, informa aos investidores que pretende vender uma commodity mais nobre. “… está considerando a verticalização de seus negócios e processamento de seu minério de ferro para um produto de maior concentração antes da venda com margens possivelmente substancialmente mais altas” (sic – portal).

“Os resultados iniciais, obtidos por uma combinação de britagem e separação magnética a seco, sem envolvimento de água, foram de concentração de 64,4% de ferro. Tal nível de ferro em um produto comercial constituiria o que é conhecido na indústria como um produto ‘premium. É o que consta em parte do relatório o “Projeto Quadrilátero Ferrífero”.

Ao todo, a BMIX toca no país seis projetos em minério de ferro. Destes, entretanto, quatro em Minas Gerais. O ensaio citado pela holding foi realizado pela Apollo no final do 2T21, em área representando 10% dos direitos. Nessa parte, a reserva inferida seria de 7,7 milhões de toneladas de minério. As lavras estão, além de Rio Piracicaba, em Itabira, Barão de Cocais e Norte de Minas.

Projeto de minério de ferro da Brasil Minerals, Inc, no Brasil – Reprodução: Relatório de junho de 2022

Mero cruzamento de papéis da Apollo no grupo

A Brazil Minerals, Inc (BMIX) tem escritórios na Califórnia e Nevada (EUA).

Mas a Mineração Apollo pertence à Apollo Resources Corporation e à Lancaster Investimentos Ltda. Esta, porém, é controlada da Hercules Resources Corporation, com sede nas Ilhas Marshall. A Hércules, entretanto, foi objeto de troca de ações (“transações por dentro”) em operações com Empresas da BMIX nas Ilhas Marshall, Brasil e Estados Unidos.

No final, então, a ANM concordou com papel pronto de cruzamento meramente contábil, sem mudanças de sócios. Em Belo Horizonte, Olhos D’Água e nos Estados Unidos os endereços gerais se repetem.

A Brazil Minerals tem ações (sigla BMIX) negociadas na plataforma OTCQB, da OTC Markets. O valor de mercado na OTCOB era de US$ 42,841 milhões, no fechamento de sexta-feira (09/09).

Vale chega aos 80 anos valendo US$ 91,1bilhões

Nairo Alméri

Posts Relacionados

Turismo das Marias-Fumaça é saudosismo de Minas

Enquanto áreas do turismo de Minas Gerais se esforçam para emplacar a expansão pelo nicho…

9 horas atrás

Zema pressiona Assembleia a votar o RRF para não pagar dívida

Pressão contínua do governador Zema, somada ao desespero dele sobre eventual rejeição do Supremo Tribunal…

1 dia atrás

Vale e BHP unidas em tribunais da Europa

A mineradora e a Vale S.A. e a BHP Billiton Brasil Ltda, controlada da anglo-australiana…

4 dias atrás

Americanas segue em alta na Bolsa

Os investidores reagiram favoravelmente, nesta quarta (10/07), ao comunicado de véspera da holding Americanas S.A.…

6 dias atrás

Após aprovação da dívida no Senado, Zema vai ao STF

Diante da pressão dos prazos, judicial e legislativo, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD),…

1 semana atrás

Transição no business do tráfico da maconha legalizada

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, no final de junho, que cidadão portando até 40…

1 semana atrás

Thank you for trying AMP!

We have no ad to show to you!