Algar Telecom paga R$ 600 mi pela concorrente Vogel

  • por | publicado: 8/05/2021 - 21:49 | atualizado: 10/05/2021 - 16:49

Com a incorporação da Vogel, a Algar supera 110 mil km em rede de fibra óptica - Foto: Divulgação/Grupo Algar

Algar Telecom S.A. pagará R$ 600 milhões para assumir o controle da concorrente Vogel Soluções em Telecomunicações e Informática S.A. O negócio, anunciado em fato relevante da Algar, neste sábado (08/05), envolve uma rede de fibra de 27 mil km em 150 cidades de 13 estados e o Distrito Federal. Algar tem sede em Uberlândia (MG).

Conforme o fato relevante, a Vogel é uma empresa de conectividade com carteira de 3,4 mil clientes corporativos e atacado. Com o negócio, a empresa mineira expandirá, portanto, sua rede de fibra óptica para mais de 110 mil km.

A Algar é representada no Contrato de Compra e Venda pela subsidiária integral Algar Soluções em TIC S.A. A incorporação será no mínimo de 82,5% do capital social da Vogel, mas poderá fechar em 100%.

Minoritários da Vogel

Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), contudo, precisam aprovar transação entre o Grupo Algar e a Vogel.

Mas, além da Anatel e do Cade, a Vogel precisará que os acionistas minoritários abdiquem ao direito do exercício de preferência na oferta. A empresa mineira, por sua vez, da aprovação em AGE dos seus acionistas.

Algar avalia como estratégica

Algar Telecom avalia a compra da Vogel será uma complementariedade às suas operações em seis Estados no Sul e Sudeste (SP, MG, RJ, PR, SC e RS). Será relevante no “segmento B2B (micro e pequenas empresas – MPEs e clientes corporativos), que já representa mais de 60% de suas receitas”, desta o comunicado. Além disso, a Vogel cobriria “regiões e bairros compatíveis com seus mercados-alvo e atualmente de difícil acesso para novas construções”.

Há pouco mais de um mês, a operadora de Uberlândia deu conhecimento da projeção de investimentos de R$ 568 milhões neste ano.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.