BNDES e BDMG admitem extinção da Unitec, projeto de R$ 1 bi

BNDES e demais acionistas na Unitec Semicondutores marcaram para hoje (28) discussão sobre o futuro da fábrica. Nas propostas consta a possibilidade de extinção do projeto que consumiu R$ 1 bilhão - Foto: Divulgação/Unitec

BNDES e BDMG podem decidir, dia 12, pela extinção da Unitec Semicondutores, que consumiu R$ 1 bilhão. Os bancos são acionistas e financiadores do projeto de Ribeirão de Neves, alavancado, em 2012, por Eike Batista. Em 2014, com a bancarrota Grupo EBX, a Corporación América assumiu seu posto na Six Semicondutores, atual Unitec. Os acionistas terão um só item na pauta e foco na “situação de caixa”. Se um conjunto de “alternativas” de reestruturação não passar, sobrará “deliberar sobre a sua extinção e de que forma”. A pauta tem apenas uma “ordem do dia” e as opções, até a pior, passam por aumento do capital, entrada de novo sócio, venda de equipamentos e recuperação judicial.

O projeto consumiu US$ 260 milhões (R$ 1 bilhão – câmbio 02/07/2019). Mas está praticamente em estágio de comissionamento dos equipamentos mais importantes. A Unitec foi concebida para ser a Nº 1, do Hemisfério Sul. Para produção de semicondutores aos nichos da IoT (internet das coisas), cidades e etiquetas inteligentes, cartões industriais e ciências da vida. Deveria m criar 300 empregos qualificados diretos.

BNDES e Finep seguram dinheiro

Ao sair, em janeiro de 2014 (entrou em novembro de 2012), EBX passou a liderança (33%) ao Corporación America. EBX e IBM Corporation deveriam aportar R$ 245 milhões (2012) cada. O BNDES estima ter investido R$ 240 milhões (janeiro/2019) e, o BDMG, R$ 56,2 milhões. Outros acionistas são a Matec e WS In Tecs. Os bancos são acionistas e financiadores. Junto com eles, a Finep, agência federal, passou a segurar as parcelas de recursos. Diante disso, há 2 anos, prováveis novos investidores se afastam.

A Unitec nasceu Companhia Brasileira de Semicondutores (CBS), em 27 de junho de 2005, pela Tecnologia Infinita WS-Intecs Ltda, de Wolfgang Sauer (ex-presidente Volkswagen no Brasil) e Frederico Blumenschein. Este ainda o Conselho de Administração.

Desvalorização cambial de 80%

BNDES e a Corporación América aplicaram, em 2016, revisão no “Plano de Negócios”. A principal razão: receitas serem insuficientes para suportar pressão de desvalorização cambial acumulada, de 80%, desde o início do projeto. Cerca de 70% dos investimentos são em moedas estrangeiras. Houve também redução de pessoal, de 191 para 124, e revisão de contratos no Brasil. A Unitec fechou operações em Rousset (França) e da filial Unitec Soluções, de Contagem. A linha de packaging (encapsulamento) em soluções integradas em tecnologia dedicadas aos semicondutores, em Contagem, foi fechada. Essa linha foi levada para sala limpa da matriz.

Mais US$ 80 milhões

A Unitec previa, em 2018, necessidade de US$ 80 milhões para concluir toda cadeia interna até o processo – design, fabricação e encapsulamento.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments