Gontijo perde em litígio que une quintais sindicais de Lula

  • por | publicado: 11/08/2020 - 16:08 | atualizado: 12/08/2020 - 10:13

Gontijo e outras empresas foram derrotadas na tentativa de impedir a Transportes Santa Maria fazer a ligação das regiões de São Bernardo do Campo (SP) e Contagem (MG) - Foto: Santa Maria/Divulgação

Redutos históricos dos sindicalistas metalúrgicos, os mercados do ABC Paulista e Contagem (MG) passam a ser ligados por ônibus rodoviários de passageiros da Transportes Santa Maria Ltda. Com sede em São Bernardo do Campo (SP), recebeu, nesta terça (11/08 – data de publicação), a Licença Operacional (LOP) Nº 177, para fazer a linha até Belo Horizonte, hub da Empresa Gontijo.

A Santa Maria, portanto, conquistou direito de estabelecer elo entre dois mercados industriais importantes: São Bernardo do Campo, Bragança Paulista, Atibaia, Guarulhos, São Caetano do Sul e Santo André, no Estado de São Paulo, e, em Minas, Belo Horizonte, Contagem e Betim. Ou seja, unirá regiões que são polos do sindicalismo metalúrgico liderado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Gontijo e outras tentaram impugnar

Além disso, a autorização da ANTT derrubou recursos de impugnação apresentados pela Autoviação Catarinense, Empresa Gontijo de Transportes, Viação Cometa e Consórcio Guanabara de Transportes. A autorização dada à Santa Maria está na Deliberação Nº 363, do último dia 7, da Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Mas, foi assinada pelo diretor-geral em exercício, Marcelo Vianud Prado.

Fundada em 1970, a Santa Maria atua também em negócios de turismo, fretamento e fretamento executivo (atendimento dedicado a grupos de pessoas de região específica). A empresa opera, além de ônibus rodoviários convencionais, micro-ônibus, vans e automóveis.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments