Governo Zema vende por R$ 1 empresa da Light pelo qual pagou R$ 360 milhões

  • por | publicado: 18/11/2019 - 15:57
O governador Romeu Zema (NOVO) e o presidente da Cemig, Cledorvino Belini (dir). Foto - Agência Minas

O governador Romeu Zema (NOVO) e o presidente da Cemig, Cledorvino Belini (dir). Foto - Agência Minas

Matéria publicada no site Viomundo, assinada pelo jornalista Marco Aurélio Carone, informa que o governo Romeu Zema, por meio da Cemig e de sua coligada Light, autorizou, em 13 de outubro, a venda de participação de 17% na Renova Energia pelo valor simbólico de R$ 1,00 (um real). Em 2011, esses 17% da Renova custaram à Light/Cemig R$ 360 milhões.

De acordo com a matéria, na assembleia de acionistas que aprovou a operação de venda desses 17% que pertenciam à Light, o presidente da Cemig, Cledorvino Belini, declarou-se impedido. O motivo ainda é desconhecido.

A participação da Light foi comprada pelo fundo CGI, que integra o bloco controlador da Renova. No último dia 12 de outubro, informa a matéria do Viomundo, a Cemig Geração e Transmissão (GT) decidiu não exercer seu direito de preferência na compra da Renova por R$1,00.

Em comunicado, a Light disse apenas que a transação estava “em linha com a estratégia de desinvestimento de ativos non-core (de risco). Ainda conforme a matéria do site Viomundo, dois dias após a Light vender por R$ 1,00 a sua participação da Renova Energia, essa empresa entrou com pedido de recuperação judicial.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments