Light troca presidente; ex-controlada da Cemig

  • por | publicado: 17/10/2023 - 16:46 | atualizado: 20/10/2023 - 18:02

Light pediu recuperação judicial em maio -Foto: Light/Facebook

A holding Light S.A., em recuperação judicial – proteção para da Justiça contra pedido de falência – anunciou a saída do atual diretor-presidente, Octávio Cortes Pereira Lopes. Isso ocorrerá, entretanto, em 31 de dezembro. Coincidirá, portanto, com prazo previsto para conclusão do programa de reestruturação financeira.

A Light é uma ex-controlada da Companhia Energética de Minas Generais (Cemig. Esta, por sua vez, uma estatal de capital misto com maioria acionária detida pelo Governo de Minas Gerais.

O comunicado da companhia fluminense à Bolsa de Valores B3, nesta terça (17/10), é datado, porém, do dia 10/10. A decisão do Conselho de Administração determina, além disso, que o atual diretor de Regulação e Relações Institucionais, Alexandre Nogueira Ferreira, assumirá todos os cargos de Octávio Lopes nas empresas do Grupo Light. Veja a íntegra.

Rombo da Light era de R$ 11 bilhões

A companhia, com mercado no Estado do Rio de Janeiro, apontou rombo de R$ 11 bilhões ao ajuizar a recuperação judicial, em maio último.

No 1S23, a companhia apresentou receitas consolidadas de R$ 6,960 bilhões, portanto, mesmo nível do 1S22. O lucro líquido, de R$ 216,5 milhões, reverteu o prejuízo de R$ 186 milhões em mesmo período de 2022.

O ativo total companhia somava R$ 23,4 bilhões, e o patrimônio líquido R$ 3,60 bilhões.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Aneel aprova vendas da Light; interesses da Cemig GT

Zema tira Cemig da Light. Banqueiro continua no controle

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments