Marcopolo prova que crise em ano eleitoral não é regra

  • por | publicado: 19/07/2019 - 18:15

Marcopolo ignorou a tal "crise", cresceu e levou prêmio. Foto: Divulgação/Marcopolo

Marcopolo bate recorde, supera produção nacional, continua levando prêmios e não viu sinal de crise de ano leitoral

Maior fabricante de ônibus da América Latina, a Marcopolo, de Caxias do Sul (RS), prova que crise de ano eleitoral pode ser mito. Em 2018, a empresa faturou R$ 1,9 bilhão com vendas de carroçarias e implementos (ônibus e caminhões) . Isso foi 76,4% além do apresentado no exercício fiscal anterior. No consolidado do grupo, a receita líquida de R$ 4,197 bilhões. O desempenho foi recorde para os balanços da Marcopolo e ficou 45,9% acima do desempenho do exercício anterior.

Muito acima da média nacional

A Marcopolo teve, em 2018, performance de produção global 48,3% acima do ano anterior. Produziu 16.103 unidades, sendo 13.958 carrocerias. Com frequência, a fábrica mostra que sua produção (61,7%), nas cinco fábricas pelo país, foi muito superior à média nacional (40,1%). Portanto, mais um detalhe para diluir o mito de crise em ano eleitoral. A empresa informa que, conquistou, dia 17, o “Prêmio Melhores do Setor”, da AutoData Editora, na categoria Carroçarias e Implementos.

Marcopolo segue sem crise e 66% da produção

Procurada, hoje (19), para relatar os direcionamento dos negócios, a Marcopolo respondeu ao site ALÉM DO FATO que está impedida. Cumpre o calendário do “período de silêncio” imposto pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Bolsa (B3/Bovespa). Ou seja, aquele período no qual companhia aberta não faz prognósticos, se tiver Fato Relevante. A Marcopolo divulgará, no dia 5 de agosto, resultados do balanço do último semestre. Porém, vale lembrar dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus , a Fabus: produziu 4.004 unidades no primeiro trimestre, 25,6% a mais que mesmo período de 2018. E manteve a liderança no segmento rodoviário nacional com 66% da produção. Ou seja, tão cedo, não terá conversa para crise em ano eleitoral.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
0 0
Views:
1069
Categorias:
Economia

All Comments