Parafuso da Boeing, janela da Embraer

  • por | publicado: 28/12/2023 - 17:59

Uma operadora de Boeing 737 MAX constatou que um parafuso estava solto em parte importante na operação da aeronave. Imagem ilustrativa - Crédito Divulgação/Boeing Companhy

Há um mês, o ALÉM DO FATO noticiou problemas com as janelas de um modelo de jatos executivos da Embraer, a terceira maior montadora de aviões comerciais do mundo. Nesta quinta (28/12), um dos fatos na indústria aeronáutica destaca “parafusos soltos” em jatos da Boeing Company, dos Estados Unidos, a Nº 1 do segmento.

No alerta às operadoras de jatos mais novos e de corredor único, a Boeing recomendou inspeção na “barra de ligação” que exercem função de “tirantes”. Esses “tirantes”, acrescentou a companhia, têm como função o “controle dos movimentos do avião”. O problema apareceu, então, no sistema do leme dos jatos.

A recomendação da companhia norte-americana pega a linha do Boeing 737 MAX. O defeito, de acordo com o noticiário derivado da companhia, foi notificado por uma empresa aérea de rotas internacionais, durante a inspeção de um aparelho. Teria, portanto, encontrado um parafuso literalmente sem a porca.

FAA acompanha inspeção da Boeing

A Administração Federal de Aviação (FAA), agência dos EUA, passou a monitorar as inspeções do “parafuso solto”. FFA é a correspondente à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), no Brasil.

Em comunicado da própria Boeing, a empresa comercial que identificou o problema em um 737 MAX solucionou o imbróglio. Mas, permanece o pedido amplo às operadoras dessas aeronaves.

MATÉRIA RELACIONADA:

Boeing ocultou de pilotos e fiscais falhas no projeto MAX – 2020/2022

Janelas de comando do jato da Embraer

O caso da Embraer foi com o jato executivo Legacy. No mês passado, em 11/11, a Superintendência de Aeronavegabilidade (SAR) notificou “anomalias” no “sistema: janelas laterais da cabine de comando”. A SAR é uma divisão superior na estrutura da Anac. Relembre aqui: ANAC manda Embraer reparar janelas do Legacy.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments