Mubadala levou Brasil PCH da Renova (Cemig)

  • por | publicado: 5/08/2021 - 10:51 | atualizado: 6/08/2021 - 11:36

Fundo Mubadala foi único ofertante e ficou a parte da Renova no complexo de 13 PCHs - Foto: Divulgação

Mubadala (Mubadala Capital LLC), o fundo soberano de Abu Dhabi, com R$ 1,1 bilhão, conforme estava previsto, foi único ofertante e levou dos 51% detidos pela Renova Energia S.A. (Grupo Renova) no capital social da Brasil PCH S.A. A Renova tem 29,72% de participação no capital detidos pela Cemig Geração e Transmissão (CEMIG GT). Ou seja, indiretamente, participação do Governo de Minas Gerais.

Apesar de ligada a um grupo forte, empresa passa dificuldades. Entre estas, por exemplo, recuperação judicial. No comunicado à B3 (Brasil. Bolsa. Balcão) desta quinta (05/08), a controlada, portanto, diz que destinará os recursos a pagamentos de parte das dívidas e a investimentos (leia abaixo).

Entretanto, de acordo com o comunicado assinado pelo diretor presidente e Relações com Investidores da Renova, Marcelo José Milliet, ainda há uma etapa aberta nas relações do capital. Detalha, portanto, que os outros acionistas BSB Energética S.A. e Eletroriver S.A. “poderão decidir pelo exercício do direito de preferência na aquisição ou ao direito de alienação conjunta

No conjunto, a Brasil PCH opera 13 pequenas centrais hidrelétricas (PCHs). Somam 291,5 megawatts (MW) em capacidade nominal de geração para. Crida em 2005, a Brasil PCH entrou em operação em 2006. Alguns ativos entram processo de revisão da concessão, de 30 anos, a partir de 2028.

Renova foi mico para a Cemig

A Renova foi um mico como investimento da experiente Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig – Grupo Cemig). “A melhor energia do país“. Com esse slogan, a energética mineira sempre diz ao mercado que não tinha pra ninguém onde ela entrasse, ou seja, que só ia na boa.

Entretanto, não caso da Renova, não foi bem assim. Inclusive, a investida pela Cemig foi punida (multada) por sonegação fiscal. E a Cemig, ou seja, o Governo de Minas, já tinha aquela energética no portfólio operacional. Saiba mais aqui:

Renova (Cemig) dá preferência ao Mubadala na Brasil PCH

Comunicado da Renova à B3:

Declaração do Vencedor do Processo Competitivo da UPI BRASIL PCH

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments