Com “Debate na Veia”, Mitre desnuda candidatos na TV

O jornalista Fernando Mitre/Divulgação

O jornalista mineiro Fernando Mitre lança, hoje, às 19h30, na Academia Mineira de Letras, em BH, o livro “Debate na Veia – Nos Bastidores da Tevê, A Democracia no Centro do Jogo”, publicado pelas editoras Letras Selvagem e Kotter Editorial. A obra, de 312 páginas, traz histórias dos embates eleitorais televisivos que o autor, como diretor de jornalismo da TV Bandeirantes, criou e acompanhou in loco, a começar pelos primeiros debates presidenciais, desde a redemocratização do país, na década de 1980. A publicação vem prefaciada pelo antropólogo Roberto DaMatta. “Aqui, o jornalista Fernando Mitre atinge na veia este palco revelando o ‘candidato’ a olho nu e em estado de graça”, diz DaMatta.

Lançamento terá debate

Como não poderia deixar de ser, a programação começa com mesa de debate com as participações do autor Fernando Mitre, o escritor Jacyntho Lins Brandão (presidente da Academia Mineira de Letras), a historiadora Heloisa Starling e o jornalista Murilo Rocha. A mediação é do também jornalista André Basbaum. A partir das 20h, haverá sessão de autógrafos e fotos.

Com entrada franca e interpretação de Libras, o encontro acontece no âmbito do Plano Anual Academia Mineira de Letras – AML (PRONAC 220355), realizado mediante a Lei Federal de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Cemig e do Instituto Unimed-BH – por meio do incentivo fiscal de mais de cinco mil e trezentos médicos cooperados e colaboradores.

Sinopse do livro

“Essa saga de produzir tais eventos cruciais numa democracia é o que você vai encontrar no texto do maior e mais experiente produtor de debates ou duelos políticos no Brasil. Aqui, o jornalista Fernando Mitre atinge na veia este palco revelando o ‘candidato’ a olho nu e em estado de graça. Fernando Mitre relembra os momentos mais emocionantes e pitorescos destes rituais pré-eleitorais. Ademais, o leitor é gratamente surpreendido em desvendar o aprendizado político do jornalista. Aqui, vale destacar a sua diamantina isenção democrática e profissional na condução dos debates, o que faz com que eu recomende esse livro aos estudantes de jornalismo. Pois ele demonstra a possibilidade tão criteriosamente relembrada por Fernando Mitre de escolher a isenção. Escolha difícil, sem dúvida, opção que neste Brasil de hoje parece impossível, mas que surge em toda a sua integridade moral nos bastidores deste livro. É onde está o coração do bom jornalismo e da democracia.” (Trecho do prefácio de Roberto DaMatta).

Sobre o autor

Fernando Mitre iniciou sua carreira no jornalismo há 60 anos, no jornal Correio de Minas. Passou pelo Diário de Minas e o semanário O Binômio. Integrou a equipe que fundou o Jornal da Tarde (SP), onde foi diretor de redação por 13 anos. Em 1989, passou a trabalhar na Rede Bandeirantes de Televisão, onde se tornou, desde 1999, diretor nacional de jornalismo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
0 0
Views:
329
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments