Jõao Dória e Luciano Huck compraram jatinhos a juros subsidiados pelo BNDES

O site O Antagonista informa que o presidente do BNDES, Gustavo Montezano, vai divulgar ainda hoje uma lista com 134 empresários que compraram jatinhos a juros subsidiados pelos contribuintes. Entre os beneficiados estão o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), antes aliado de Jair Bolsonaro e hoje adversário, e o apresentador Luciano Huck.

O site informa que o BNDES emprestou via bancos privados um total superior a R$ 1,9 bilhão para a compra de jatinhos da Embraer. A área técnica do banco calculou em R$ 700 milhões – em valores corrigidos – os subsídios para essas operações.

Além de João Dória, que financiou seu jatinho por R$ 44 milhões, também compraram aeronaves os irmãos irmãos Joesley e Wesley Batista, da JBS, que financiaram R$ 39,8 milhões.

O financiamento maior foi feito pelo empresário Michael Klein, dono das Casas Bahia, que pagou R$ 77,8 milhões por um jato executivo da Embraer. Os juros desses financiamento são de 4,5% ao ano, enquanto o contribuinte para de juros do cartão de crédito mais de 300% ao mês.

A divulgação está sendo feita por determinação do presidente Jair Bolsonaro, que ao escolher o novo presidente do Banco, Gustavo Montezano, determinou que ele abrisse a “caixa-preta” do BNDES.

Veja a relação dos proprietários das dez aeronaves mais caras bancadas pelo BNDES:

  • Doria Administração de Bens Ltda – R$ 44,03 milhões (2010)
  • JBS S/A – R$ 39,78 milhões (2009)
  • Neo Táxi Aéreo – R$ 44,97 milhões (2011)
  • Construtora Estrutural – R$ 64,01 milhões (2012)
  • Brasil Warrant Adm de Bens – R$ 75,46 milhões (2013)
  • Lojas Riachuelo – R$ 55,52 milhões (2013)
  • Sumatera Participações – R$ 65,96 milhões (2013)
  • Industrial e Comercial Brasileira – R$ 59,11 milhões (2013)
  • CB Air Taxi Aéreo – R$ 77,78 milhões (2013)
  • Eurofarma Laboratórios – R$ 43,99 milhões (2014)