Advogado cearense entra com queixa-crime contra Bolsonaro no STF

  • por | publicado: 22/07/2019 - 23:35
O advogado Antonio Carlos Fernandes entrou com queixa-crime contra o presidente Bolsonaro no STF. Foto - O Povo.

O advogado Antonio Carlos Fernandes entrou com queixa-crime contra o presidente Bolsonaro no STF. Foto - O Povo.

O site Além do Fato publicou nota informando que parlamentares e juristas consideram que o presidente Jair Bolsonaro teria cometido crime de responsabilidade e também de racismo, ao se referir aos nordestinos, no último sábado, como “paraíbas”. Pois já chegou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma queixa-crime contra o presidente, em que ele é acusado de injúria e racismo.

O autor da queixa é o advogado cearense Antonio Carlos Fernandes.
“As falas, as palavras e até os gestos praticados pelos presidentes da República têm o condão de induzir, de incitar práticas semelhantes pelos seus seguidores”, diz o advogado na ação.

Fernandes também reclama do ele chama de “destempero verbal” do presidente e afirma que ele expressou “sentimento racista, discriminatório e preconceituoso em relação à procedência nacional dos nordestinos”.

Na última sexta-feira, pouco antes de conceder uma entrevista para jornalistas estrangeiros, o presidente disse ao ministro Onix Lorenzoni: “Desses governadores de paraíba, o pior é o do Maranhão. Não tem que ter nada para esse cara”. O áudio foi captado pela TV Brasil, emissora oficial do governo federal.

O governador maranhense é Flávio Dino, do PC do B.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
0 9
Views:
988
Categorias:
Política

All Comments