Bolsonaro pede que eleitor não vote em candidato que usar recurso do fundão

Presidente Jair Bolsonaro inicia campanha para que eleitor não vote em candidatos que usarem recursos do fundo eleitoral. Foto - Antonio Cruz/Agência Brasil

Presidente Jair Bolsonaro inicia campanha para que eleitor não vote em candidatos que usarem recursos do fundo eleitoral. Foto - Antonio Cruz/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro decidiu lançar uma campanha para que o eleitor não vote, nas eleições municipais deste ano, em candidato (prefeito ou vereador) que usar recursos do fundo eleitoral. Pode parecer contraditório, já que o fundo, de R$ 2 bilhões, para existir, precisa ser sancionado pelo presidente.

Boa parte dos recursos, entretanto, vai beneficiar alguns de seus principais adversários: candidatos do PT e também do PSL, partido pelo qual Bolsonaro foi eleito, mas abandou recentemente.

“Terei um momento difícil pela frente. A questão dos R$ 2 bilhões do fundão [fundo eleitoral]. Lanço a campanha aqui: não vote em parlamentar que recebe fundão”, afirmou o presidente durante inauguração do novo pronto socorro da Santa Casa de Misericórdia de Santos, no litoral paulista.

Bolsonaro, para não comprar mais briga com o Congresso Nacional, vai sancionar o fundo eleitoral de R$ 2 bilhões, Tem argumentado, entretanto, que precisa fazê-lo para não correr o risco de sofrer um processo de impeachment.

Quem entende do riscado alega que essa possibilidade não existe. Portanto, o presidente estaria simplesmente buscando um álibi para justificar a sanção, uma vez que uma parcela considerável do seu eleitorado critica o uso de recursos públicos para financiar campanhas eleitorais.

Acontece que os partidos que mais vão receber recursos do fundo eleitoral são o PT e o PSL, uma vez que elegeram as maiores bancadas de deputado federal, principal critério para a divisão do bolo desse fundão.

Vitória de petistas, especialmente se candidatos a prefeito, reforçará o capital político do PT para a eleição presidencial de 2022; e vitória de candidatos do PSL vai dar mais fôlego para o deputado federal Luciano Bivar (PE), o presidente nacional da legenda, que Bolsonaro não quer ver nem pintado a ouro.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
0 0
Views:
814
Categorias:
Política