CPI no Senado pressiona Bolsonaro e DataFolha aponta favoritismo de Lula

Segundo Datafolha, presidente Bolsonaro teria hoje 23% das intenções de voto, contra 55% de Luís Inácio Lula da Silva

Segundo Datafolha, Jair Bolsonaro teria hoje 23% das intenções de voto na disputa pela Presidência, contra 55% de Luís Inácio Lula da Silva

Pressionado pela CPI da Covid no Senado, que tenta apurar responsabilidades pela morte de mais de 425 mil brasileiros durante a pandemia, o Palácio do Planalto recebeu uma péssima notícia. Pesquisa do Instituto Datafolha mostra que se a eleição fosse hoje, o petista Luís Inácio Lula da Silva daria um banho nos adversários, inclusive no presidente Jair Bolsonaro.

O levantamento mostra que se a eleição fosse hoje, o petista teria, no primeiro turno, 41% das intenções de voto, contra 23% de Bolsonaro, uma diferença de 18 pontos percentuais. Todos os adversários de Lula, somados, teriam 47% dos votos.

Na hipótese de um segundo turno entre o presidente e Lula, o petista venceria com uma larga vantagem: 55% a 32%, uma diferença de 23 pontos percentuais. Bolsonaro também perderia se seu adversário no segundo turno fosse Ciro Gomes (PDT): 48% para o pedetista, contra 36% para o presidente.

A posição de Bolsonaro só melhora um pouco se seu adversário no segundo turno for o governador de São Paulo, o tucano João Dória. Embora tecnicamente empatados, o tucano aparece à frente do presidente, com 40% das intenções de voto, contra 39% para Bolsonaro.

Retrato do momento

É preciso ressalvar que a pesquisa é apenas um retrato do momento. Embora Lula tenha recuperado seus direitos políticos, com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de considerar que a 13ª Vara Federal de Curitiba não era competente para julgar os processos do petista, sua candidatura ainda não está posta – embora pareça cada vez mais provável.

Porém, com a CPI no seu cangote, com o número de mortos pela Covid aumentando dia a dia, com as vacinas que demoraram a chegar, desemprego crescente e um oponente de peso no cenário para 2022, Jair Bolsonaro terá que colocar as barbas de molho.

O levantamento do Datafolha foi realizado com 2.071 pessoas, de forma presencial, em 146 municípios, nos dias 11 e 12 de maio. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments