Fiemg exibe alinhamento a Bolsonaro e Zema em nota crítica ao STF

  • por | publicado: 1/09/2021 - 08:33 | atualizado: 9/09/2021 - 12:27
Bastante otimista, presidente da Fiemg, Flávio Roscoe, prevê crescimento do PIB em 2020 de, no mínimo, 3%. Foto - Além do Fato

O presidente da Fiemg, Flávio Roscoe, divulgou nota contra STF

Sob o pomposo nome “Manifesto pela Liberdade”, a Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) aproveitou-se do racha do empresariado nacional e divulgou nota em tom crítico ao STF. Como o governador Romeu Zema (Novo) assumiu o lado contrário da defesa das instituições democráticas, como o Supremo Tribunal Federal, atacadas por Bolsonaro. Ministros do STF são constantes alvos de ameaças bolsonaristas, que até ameaçam invadir a sede do Poder Judiciário, e dos atos do próximo dia 7 de setembro.

De uma semana para outra, Zema trocou a posição de ficar em cima do muro, contra “intrigas palacianas”, para defender Bolsonaro dos “defeitos do STF e do Congresso Nacional”. No momento em que instituições democráticas e republicanas defendem a independência de julgar do Supremo, a Fiemg adotou outro argumento. E o chamou de defesa da liberdade de expressão, que tem sido usada em larga escala para propagar fake News e ameaçar a democracia.

Defesa de sites extremistas

“Nas últimas semanas, assistimos a uma sequência de posicionamentos do Poder Judiciário, que acabam por tangenciar, de forma perigosa, o cerceamento à liberdade de expressão no país. Falamos de investigações e da possibilidade de desmonetização de sites e portais de notícias que estão sendo acusados em inquéritos contra as fake News. Em nosso entender, impor sanções sem o devido processo legal, contraditório e ampla defesa é uma precipitação, além de inequívoca afronta à Constituição Federal”. Esse é um trecho da nota da Fiemg que faz a defesa de sites de extremistas e bolsonaristas. Veja nota da Fiemg abaixo.

nota da Fiemg

O presidente da entidade, Flávio Roscoe, disse ao site da Veja que não se chegou a consenso entre os industriais mineiros sobre o texto do manifesto, que era bastante amplo e genérico. O único consenso, segundo ele, era o da liberdade de expressão e que a federação iria se posicionar nesse sentido, em críticas às prisões e desmonetização de sites.
Ao decidir por manifesto próprio, Flávio Roscoe admitiu que poderá até ser chamado de bolsonarista, mas disse que está sendo “apolítico”.

Em posição crítica à de Zema, o presidente da Assembleia Legislativa de Minas, Agostinho Patrus (PV), disse que quem não se posiciona em favor das instituições democráticas e da independência dos Poderes está do lado contrário.

Pressionadas, Fiesp e Febraban recuam

Pressionadas pelo governo federal, a Federação das Indústrias de São Paulo e a Federação Brasileira de Bancos recuaram de nota que fariam contra os ataques às instituições. Alguns segmentos pretendem divulgar manifesto ainda antes do dia 7 de setembro. A divulgação foi suspensa depois que a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil, controlados pelo governo federal, ameaçaram deixar a Federação Brasileira de Bancos.

Agronegócio defende democracia

Ao contrário da Fiemg, um deles já se antecipou em defesa das instituições. Foram os representantes do agronegócio que, na segunda (30), publicaram nota em defesa da democracia. O documento cita as mais de três décadas de liberdade e pluralismo com alternância de poder e eleições legítimas e frequentes no Brasil.

Na nota, as entidades tornam pública a preocupação com os atuais desafios à harmonia político-institucional e, como consequência, à estabilidade econômica e social do Brasil.

O texto lembra que a “Constituição de 1988 definiu o Estado Democrático de Direito em que escolhemos viver e construir o Brasil com que sonhamos”. De acordo com o manifesto, as amplas cadeias produtivas e setores econômicos precisam de estabilidade, segurança jurídica, de harmonia para poder trabalhar; de liberdade para empreender, gerar e compartilhar riqueza, para contratar e comercializar, no Brasil e no exterior.

As entidades ressaltam que é o Estado Democrático de Direito que assegura a liberdade empreendedora essencial numa economia capitalista. Assinam a nota, entre outros, a Associação Brasileira do Agronegócio, a Associação Brasileira dos Industriais de Óleos Vegetais e o Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para a Defesa Vegetal.

LEIA MAIS: Alta rejeição faz de Bolsonaro presa fácil no 2º turno, prevê pesquisa

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments

Subscribe
Notify of
guest
38 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Eduardo Andrade

Lamentável a posição da FIEMG. Apoiar o golpismo de Bolsonaro mostra a verdadeira face da entidade. Fora Bolsonaro!!!

Francisco Miguel Cunha

Fora 9 dedos ladrão , vagabundo !!!!!!! Condenado em três instâncias e liberado pelos seus CAPANGAS DITATORIAIS de preto. Bolsonaro é meio destrambelhado mas não é corrupto. Infelizmente em 2022 teremos um ladrão de volta novamente no poder. Sua quadrilha vai limpar o que resta dos cofres da nação. Esse povão tem de tomar no … mesmo.

SILVIO GROSSI

FORA REI DAS RACHADINHAS E TODA SUA FAMILIA DE RACHADORES.

Eloisa Fontão

Muito bom seu comentário. Comungo com você da mesma forma

marcos andrade moraes

Se vc comunga, analfa, só poderia ser da mesma forma…

MAM

marcos andrade moraes

Tá nervosa? Não é corrupto? É miliciano.

MAM

José

Lamentável a posição da Fiesp, envergonhando a alma bandeirante dos paulistas. Louvável a posição da Fiemg, honrando a memória dos Inconfidentes e o lema da bandeira de Minas Gerais. Pior de tudo, deplorável o viés de apoio à manifestação da Fiesp feito pela Febraban, cujos 3 maiores bancos privados são de São Paulo e que estão agindo assim porque esse governo está quebrando o quase oligopólio do mercado financeiro por eles, apoiando a abertura de Fintechs e suas menores taxas de serviços.

Giovani Heleno

#Vergonha, que #Vergonha a posição da FIEMG não representa o povo mineiro. Apoiar o golpismo de Bolsonaro mostra a verdadeira face dessa entidade. #ForaBolsonaro #ForaZema o isento oportunista!!!!

Francisco Miguel Cunha

Vá comer sua mortadela e pare de falar m….

marcos andrade moraes

Continua nervosa?

MAM

renan gonçalves da rocha

calma

renan gonçalves da rocha

Sr. Orion Teixeira, Está ficando feio essa coisa de fazer ativismo político e dizer que é jornalismo. O povo já não cai nessa ladainha doce e suave da esquerda. Quem defende essas instituições ditas democráticas como o STF, ou é intelectualmente desonesto ou se locupletam das mesmas.

Francisco Miguel Cunha

É difícil, cara. Nós, da Direita não queremos que a imprensa deixe de fzer suas críticas mas pelo menos deveriam ser mais imparciais. É um ativismo esquerdista geral que dá nojo.

marcos andrade moraes

Mais imparciais, nervosa, é analfabetismo na veia.

MAM

Cristiano

Kkk nós da direita…nem sabe o que é direita seu limitado. O governo atual é de esquerda, deixa de ser abobado.

Eloisa Fontão

Parabéns

marcos andrade moraes

Não perca seu tempo aqui; aproveite-o para estudar porgtuguês, pois seus erros são crassos.

MAM

Silvio

Mil vezes VERGONHA , esta atitude estúpida e irresponsável não será esquecida , neste momento com vergonha de ser mineiro , dai a prova que nnao caminhamos pra frente , nada de pensamento coletivo , só ganancia e estupidez

SILVIO GROSSI

SERIA INTERESSANTE A FIEMG PUBLICAR QUAIS FILIADOS ASSINARAM OU VOTARAM PARA ESTA DECISAO ESTAPAFURGIA.

JOSE GASTAO CARVALHO LAMEGO

Parabens a FIEMG por defender direitos individuais, segurança jurídica, e combater os erros e excessos do STF. Nao existe golpe de Bolsonario pois ele ja é presidente como ira´dar golpe nele mesmo? so os esquerdopatas querem destruir tudo. Não deixam os brasileiros trabalharem fazendo inqueritos idiotas sem nenhuma prova. Deveriam investigar os governadores que receberam dinheiro para combater a pandemia e desviaram para outros objetivos.

marcos andrade moraes

Jumento, daria golpe na democracia e nos democratas. O que vc não é.

MAM

Eloisa Fontão

Parabéns à FIEMG e ao Governador Romeu Zema. Bolsonaro está sendo atacado de todas as formas, e o STF é um antro de pessoas incapacitadas para usar as vestes de um Ministro do STF.

marcos andrade moraes

Mentira sua.

MAM

Luiz

Parabéns à Fiemg pelo posicionamento em favor da liberdade de expressão e excessos que o STF vem fazendo no Brasil. Vemos hoje um STF que solta bandidos condenados com extensas provas, desde traficantes à políticos, e tenta calar quaisquer cidadãos que questionam e opinam contra as decisões dessa corte duvidosa.
E mais triste ainda, ver a imprensa mineira com esse baixíssimo nível jornalístico e tendencioso, porque perdeu sua principal fonte de sustento: governos corruptos que compravam o conteúdo.

marcos andrade moraes

Nenhuma novidade em se tratando de MG. Em1842, esperou SP ser derrotado para hipotecar solidariedade; em 1932,fezpior, pois apoiou o ditador contra SP; em 1964, sempre piorando, apoiou a ditadura militar.

MAM

Trabalhador Anonimo

E desde quando algo que vem da FIEMG PRESTA?

Solmiro Lopez

Parabéns ao Sistema Fiemg pelo posicionamento.
Não é questão de defender ou não defender Bolsonarismo.
É questão de defender a liberdade de opinião de cada um, como garante a Constituição, o que o STF vergonhosamente está desrespeitando, ao perseguir todos os que tem opinião contrária

José

Exatamente. O manifesto da Fiemg é muito mais que um eventual apoio ao governo de plantão. É defender os valores básicos de uma democracia. Liberdade, harmonia entre os Poderes, emanação do Poder pelo povo. Não queremos o quinto Poder, não precisamos da imprensa manipulando a opinião pública. Esses que se curvam à manipulação, sim, formam o verdadeiro gado, tangidos por jornalistas mal formados, que não tiveram competência em serem aprovados em disciplinas relevantes. Nada produzem, tudo criticam, as fofoqueiras da História Moderna.

Ricardo Silva

Perfeita a nota da FiEMG !! O Estado Democrático de Direito se manifesta desta maneira , ou seja, quem disse que o Supremo é absolutamente certo, ou um órgão absoluto!?!? Na Democracia todos devem se manifestar livremente independente se sua opinião é ou não contrária ou desfavorável ao STF.

Joao

A justiça poderia dar andamento nas ações represadas contras esses empresários safados do Brasil. Não pagam impostos, sempre dependem e requerem refis, não pagam direitos trabalhistas corretamente, não pagam a previdência e ainda por cima produzem produtos de péssima qualidade. Industria Brasileira, atraso do atraso.

É tão atrasada que apoia um presidente que aumentou consideravelmente o custo de produção e mesmo assim, esse IMBECIL, apoia o ASSASSINO.

ALIÁS, ESSE VAGABUNDO DA FIEMG QUE FALOU QUE AS PESSOAS DEVERIAM TRABALHAR SEM VACINA CORRETO?????

Geraldo Melo

Não sei como um cara tão insignificante como esse Flávio Róscoe conseguiu se apossar do cargo de presidente da Fiemg. Os grandes industriais de Minas andaram cochilando e permitiram que um sócio-diretor de uma empresa insignificante, uma tal de colortextil, pudesse usar a Fiemg para falar tanta besteira. Industriais de Minas devem rebatê-lo e desautorizá-lo. Fora vagabundo.

marcio martins

A FIEMG e agora empresários, advogados e acadêmicos mineiros bem como outros setores da sociedade, estão percebendo que o o Presidente Bolsonaro não é o único culpado pela crise institucional. O STF com suas decisões polêmicas, políticas e com sua frequente intromissão nos demais poderes, tem gerado insegurança jurídica sim e isso precisa ser questionado.

João

Jornalzinho comunista. Parabéns ao FIEMG e a todos que estão contra a ditadura dos ministros do STF.

José

Generalizarem o Agronegócio como apoiadores desse manifesto da Fiesp é má-fé. Isso sim é fake news e vocês não conseguem olhar o umbigo. É notório a batalha que os veículos tradicionais de notícias travam contra o governo, desde a seca das publicidades oficiais. Como diz o ditado, acabou o dinheiro, acabou o amor. Agora, advinhem aonde se encontram as sedes dessas agremiações que assinaram o manifesto da Fiesp. Será que é São Paulo, assim como é da Febraban, na Faria Lima, como é dos 3 maiores bancos privados do Brasil? Me faz rir o apoio de esquerdistas aos banqueiros.

José

Aqui se tem censura.

José

O Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, diz que apoia o manifesto de alguns empresários mineiros que escreveram o tal Manifesto dos Mineiros.
1) Primeiro, manifesto dos mineiros o escambau. Estamos com a Fiemg, assim como a maioria dos mineiros;
2) Esse Pacheco não me representa. Só está lá no Senado porque o mineiro não queria a Dilma como senadora. Iria diminuir muito Minas e seria caso de meme nacional.
3) Esse Pacheco não ganha nenhuma outra eleição aqui em Minas. Já deu para conhecer a peça.

José

A coluna do Kertzman salienta o “pibinho” do 3o trimestre. Mas não menciona os MILHARES de pequenos negócios que foram fechados pelo discurso socialista do “fique em casa”. Folgado em sua poltrona, provavelmente trabalhando de casa, o colunista (mais um expert em assuntos aleatórios) de salário garantido, acha que deve ser muito fácil ter um negócio, abrir um comércio legal, para depois vir um prefeito ou um governador mandar fechar, sem pagar seu prejuízo.

Fernando

Callllma gente 22 será a maior eleição da história, o capitão irá resgatar a ordem!