Glenn reage a Bolsonaro e diz que Brasil não vive uma ditadura

  • por | publicado: 27/07/2019 - 15:41
O jornalista Glenn Greenwald, do The Intercept, reagiu às declarações do presidente e disse que Brasil não vive ditadura- Senado Federal/Divulgação

O jornalista Glenn Greenwald, do The Intercept, acabou sendo o centro das atenções hoje à tarde na Assembleia Legislativa. Foto - Senado Federal/Divulgação

No twitter, o jornalista americano Glenn Grenward reagiu à declaração do presidente Bolsonaro, que hoje (sábado) mais cedo disse que “talvez ele pegue uma cana no Brasil”. O jornalista disse que para prender alguém é preciso ter provas e que não temos uma ditadura no Brasil.

“Ao contrário dos desejos de Bolsonaro, ele não é (ainda) um ditador. Ele não tem o poder de ordenar pessoas (sic) presas. Ainda existem tribunais em funcionamento. Para prender alguém tem que apresentar provas para um tribunal que eles (sic) cometeram um crime. Essa evidência não existe”, publicou o jornalista na sua rede social.

O jornalista americano é editor do site The Intercept Brasil, que tem publicado desde 9 de junho uma série de reportagens com base em diálogos vazados do ministro Sérgio Moro, do procurador Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Operação Lava Jato, e de outros procuradores.

Por ser casado com o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ), há 15 anos, com quem tem dois filhos adotivos, Glenn tem visto de permanência no Brasil.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
1 0
Views:
342
Categorias:
Política