Jornal Nacional contesta Bolsonaro e diz que não é sua jornalista quem mente

Bolsonaro levou nota do Jornal Nacional, lida por Renata Vasconcellos- reprodução TV Globo (20/9/18)

Em outra manifestação que saiu fora do script oficial, o presidente Bolsonaro chamou a jornalista Miriam Leitão, do grupo Globo, de “mentirosa” e de terrorista diante de jornalistas estrangeiros.

Ele comentava o fato de ela ter sido impedida de participar de uma feira do livro em Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, devido a ameaças e ataques lançados por militantes bolsonaristas nas redes sociais. Bolsonaro disse que é a favor da liberdade de imprensa e de expressão e que a jornalista precisa aceitar as críticas, que são normais num regime democrático.

Até aí tudo bem, mas não resistiu em ser Bolsonaro deixando de lado o presidente, ao dizer que a jornalista teria mentido quando conta que foi torturada pela ditadura militar e que ela seria terrorista à época, quando foi presa, e estaria indo para a Guerrilha do Araguaia.

Míriam teve o apoio da Rede Globo, onde trabalha, que, em nota ao vivo no Jornal Nacional, a defendeu. “Em defesa da verdade histórica e da honra da jornalista Miriam Leitão, é preciso dizer com todas as letras que não é a jornalista quem mente”, declarou a âncora Renata Vasconcelos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
8 8
Views:
423
Categorias:
Política

All Comments