Pesquisas eleitorais só podem ser divulgadas 5 dias após registro

  • por | publicado: 3/01/2020 - 20:58 | atualizado: 4/01/2020 - 12:20

Urna eleitoral volta a ser usada neste ano, foto de José Cruz/Agência Brasil

Desde o dia 1º de janeiro, as pesquisas sobre as eleições municipais de 2020 devem ser registradas na Justiça Eleitoral até 5 dias antes da sua divulgação. Essa previsão consta da Resolução nº 23.600, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), publicada no último mês de 2019. A norma disciplina os procedimentos sobre as sondagens eleitorais.

Se a empresa responsável descumprir as regras, sofrerá sanções pela divulgação de pesquisas sem o prévio registro. A multa prevista é de R$ 53.205,00 a R$ 106.410,00.

No mesmo registro, devem ser apontados o nome do contratante, o valor e a origem dos recursos despendidos junto da metodologia. Todas devem apresentar também nota fiscal da pesquisa, ou pesquisas, discriminando o valor pago. E mais, o período de realização do levantamento e o questionário completo aplicado ou a ser aplicado.

Dados incluem número de eleitores

Já o artigo 7º, da mesma resolução, exige que o registro da pesquisa seja complementado, sob pena de ser indeferida. Fazem parte dos dados obrigatórios, para as eleições municipais deste ano, os nomes dos bairros abrangidos. Ainda, o número de eleitores pesquisados em cada setor censitário, a composição quanto a gênero, idade, grau de instrução e nível econômico dos entrevistados.

Candidatos não podem ser excluídos de pesquisa

De acordo com seu artigo 3º, o candidato cujo registro de candidatura tenha sido indeferido não poderá ser excluído da pesquisa. Ou seja, só será impedido quando houver um julgamento definitivo sobre o seu pedido de registro.

“O candidato cujo registro foi indeferido, cancelado ou não conhecido somente poderá ser excluído da lista a que se refere o caput deste artigo quando cessada a condição sub judice”, diz o parágrafo 1º desse artigo. Já o parágrafo 2º avisa que fiará “cessada a condição sub judice durante a coleta de dados, seu prosseguimento não será impedido”. Porém, deverão ser feitas eventuais ressalvas no momento da divulgação dos resultados.

As eleições municipais acontecerão em 4 de outubro deste ano, e o segundo turno, onde houver, será dia 25 de outubro.

Eleições municipais de 2020 sofrerão intensa manipulação virtual

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.