Petistas acreditam que Lula vai recuperar seus direitos políticos até o final do ano

Se segunda turma do STF julgar que o ex-juiz Sérgio Moro foi parcial, processos contra Lula poderão ser anulados e ele poderá ser candidato em 2022. Foto - PT - Divulgação

A direção do PT está apostando que antes do final do ano o ex-presidente Lula vai conseguir recuperar seus direitos políticos. Ele ficou inelegível depois de ter sido condenado em segunda instância pelo TRF 4, de Porto Alegre, após sua condenação em primeira instância pelo ex-juiz Sérgio Moro, por conta da Lei da Ficha Limpa.

A expectativa dos petistas é que a segunda turma do Supremo Tribunal Federal (STF) julgue ainda em novembro o habeas curpus impetrado pela defesa do ex-presidente, que pede a anulação de todos os processos abertos contra ele pela operação Lava Jato, sob a alegação de que o juiz das causas, Sérgio Moro, foi parcial.

A situação de Moro ficou mais delicada após as revelações feitas pelo site The Intercept Brasil. Na avaliação dos advogados de Lula, as mensagens trocadas pelo ex-juiz com procuradores da Lava Jato no aplicativo Telegram não deixam dúvidas de que o magistrado agiu para prejudicar o acusado (Lula).

O relator do caso do ex-presidente Lula na segunda turma do STF é o ministro Edson Fachin, que votou contra o pedido de habeas corpus, ou seja, contra a suspeição de Moro. Ele foi seguido pela ministra Carmem Lúcia. A sessão em que o assunto estava sendo discutido foi suspenda por um pedido de vista do ministro Gilmar Mendes.

Gilmar já disse que o assunto deve voltar a ser discutido em novembro e pelas críticas que tem feito publicamente ao ex-juiz Sérgio Moro, seu voto deve ser pela suspeição. O mesmo os petistas esperam do ministro Ricardo Levandowsk, outro crítico das posturas de Moro, bem como dos métodos usados pela Lava Jato.

A decisão ficaria, então, com o ministro Celso de Mello, o quinto integrande da segunda turma. Na comunidade jurídica a aposta é que, hoje, o decano do STF votaria também pela suspeição do ex-juiz e atual ministro da Justiça Sérgio Moro.

Caso isso ocorra, não significa que o ex-presidente será inocentado. Com a anulação dos processos, entretanto, os casos voltam à estaca zero e Lula recupera seus direitos políticos, podendo, caso queira, ser candidato a presidente da República na eleição de 2002 (desde que não sofra outra condenação em segunda instância até lá).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
0 2
Views:
1564
Categorias:
Política

All Comments

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
sebastião

Poderá recuperar tudo com o supremo a seu favor.
Só não recupera a dignidade que nunca teve.

robie

com esta justimerda é possível sim

leonardo

como diz uma musica antiga do Paralamas do Sucesso “Que país é esse??? É A PORRA DO BRASIL”. Cadeia é para os pobres, pras pessoas comuns.
Agora essa coisa sai da cadeia e fica ai falando besteira. Como poderia ter uns terrorista essa hora aqui no Brasil viu.Como faz falta esses caras tem hora.

Leo Struas

ano que vem o presidiário volta pra cela.

Carlos Alberto Moreira

ATÉ O FINAL DO ANO O LULALAU DEVERÁ ESTAR ENJAULADO NOVAMENTE.

Carlos Alberto Moreira

E POR FALAR EM GILMAR MENDES, QUANDO É QUE DEIXARÁ BONS ARES NO STF INDO EMBORA ? A CULPA DISSO TUDO É DO FHC QUE O INDICOU !

Dourado Brasilis

#PTNuncaMais #LulaNaCadeia #ForaPT #Mourão2022