Presidente Bolsonaro terá candidato em BH para enfrentar Kalil

Presidente Jair Bolsonaro terá candidato à prefeitura de Belo Horizonte pelo seu partido, o PSL. Foto - Valter Campanato/Agência Brasil

Presidente Jair Bolsonaro terá candidato à prefeitura de Belo Horizonte pelo seu partido, o PSL. Foto - Valter Campanato/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro terá candidato à prefeitura de Belo Horizonte em 2020 para enfrentar o prefeito Alexandre Kalil (PSD), candidato à reeleição. Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, publicada hoje, Bolsonaro disse que prioriza a vitória na capital mineira, bem como em São Paulo e Rio, além de Boa Vista e Porto Velho. No caso das duas últimas, ele explicou, por conta da grande quantidade de imigrantes venezuelanas que elas têm recebido.

Na capital mineira, o nome de maior projeção do PSL, o partido do presidente, é o do deputado federal e atual ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio, que disputou a prefeitura em 2016 pelo PR. Dentro da legenda a informação é que ele não deseja disputar. Pesa contra o ministro as denúncias de participação em um esquema de candidaturas laranjas, ainda em investigação.

Anunciaram disposição de disputar a prefeitura de BH pelo partido do presidente (PSL) os deputados estaduais Bruno Engler e Coronel Henrique. O primeiro foi o terceiro deputado estadual mais votado na eleição passada, tendo conseguido 120.252 votos, sendo 21 mil deles na capital. Seu principal problema é a idade: apenas 22 anos.

O deputado estadual Coronel Henrique é considerado muito qualificado (com doutorado e pós-doutorado). Mas também não tem experiência administrativa e conhece pouco a cidade, já que e de Barbacena.

Mas o partido está avaliando também outros nomes que sequer são filiados para concorrer na capital mineira no próximo ano. Sabe-se, porém, que a escolha final será do presidente Bolsonaro, que disse ontem, num vídeo publicado em uma rede social, que, “democraticamente”, os candidatos a prefeito serão definidos por ele.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments