Promotor do “miserê” tenta se explicar, mas continua reclamando do salário

  • por | publicado: 13/09/2019 - 00:06
Promotor Leonardo Azeredo, que reclama de salário de R$ 24 mil. À esquerda, internauta brinca e pede "ajuda" para complementar salário do promotor.

Promotor Leonardo Azeredo, que reclama de salário de R$ 24 mil. À esquerda, internauta brinca e pede doação para ajudar Leonardo.

O promotor do “miserê” Leonardo Azeredo dos Santos, que se queixou de receber um salário de R$ 24 mil mensais, enviou carta ao procurador-geral Antônio Sérgio Tonet para tentar se explicar.

Embora diga que não teve a intenção de comparar a sua realidade com a da grande maioria dos pobres mortais brasileiros, que ganha, em média, dois salários mínimos, o promotor não se dignou a pedir desculpas aos contribuintes, que pagam o seu polpudo salário mensalmente, mesmo que ele o considere uma miséria.

“Um salário relativamente baixo, sobretudo para quem tem filhos. Como o cara vai viver com 24 mil reais?”, questionou o promotor em reunião do colégio de procuradores, conforme áudio que vazou para a imprensa nos últimos dias.

Mas o promotor deixa evidente, na carta, que continua achando que ganha pouco e lamenta o que ele classifica como “significativa supressão remuneratória” da sua categoria, que está entre as mais bem pagas do serviço público. “Comparei, e os números não mentem, a situação atual de nossa classe que, com o término do pagamento de verbas em atraso, passará por uma significativa supressão remuneratória”, disse o promotor “miserê”.

Leonardo Azeredo ainda reclama, na carta, de sua “execração pública”, de “ataques, ofensas e perseguições” e de “linchamento moral” para arrematar dizendo que “não houve qualquer espécie de ilegalidade em meu comportamento”. Ilegalidade, provavelmente, não. Imoralidade, certamente, sim.

Detalhe. Um levantamento feito pelo jornal Estado de Minas mostrou que o contribuinte mineiro pagou ao promotor, nos últimos cinco anos, a bagatela de R$ 4 milhões. Nos sete primeiros meses do ano, a média do seu salário foi de R$ 68.275,34.

Em junho, conforme mostra o Portal da Transparência do Ministério Público, o promotor Leonardo recebeu mais de R$ 78 mil, entre salário, indenizações e outras verbas remuneratórias.

Deve ser mesmo uma tortura viver com um salário desses.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
39 10
Views:
663
Categorias:
Política

All Comments