Boeing monta fábrica de drones militares na Austrália

  • por | publicado: 22/09/2021 - 16:39 | atualizado: 24/09/2021 - 13:52

O drone da Boeing na Austrália realizou voo em fevereiro - Foto: Boeing/Divulgação

A Boeing Company, maior fabricante da aviação mundial, instalará na Austrália, portanto, a primeira linha de montagem fora dos Estados Unidos. Em Toowoomba, a norte-americana fará a montagem final do drone (aeronave não tripulada) Loyal Wingman (Boeing Airpower Teaming System). A expectativa da administração do Estado de Queensland, além da geração de 300 empregos, é a da injeção de US$ 1 bilhão na economia, em dez anos.

O anúncio, nesta quarta (22/09) da Boeing ocorre, portanto, 18 meses após a desistência de joint venture com a Embraer. Pelo acordo de entendimentos, a brasileira de São José dos Campos (SP), receberia, então, aporte de US$ 4,2 bilhões. Reveja AQUI.

O Grupo Wagner Corporation será o parceiro local.

A Boeing Austrália estabelecerá, portanto, no Wellcamp Aerospace and Defense Precinct, mesmo site do Wellcamp Airport. O Loyal Wingman será, então, o primeiro drone militar de combate projetado, desenvolvido e montado na Austrália. A aeronave voou pela primeira vez em fevereiro.

A Wagner Corporation deu boas-vindas à norte-americana em seu site – Foto: Wagner Corporation/Divulgação

Avançar polo aeronáutico australiano

O Governo de Queensland tem expectativa de que a parceria impulsionará, então, metas de consolidar o polo de indústrias de defesa. A Boeing Austrália e a administração local estabeleceram o protocolo inicial em 2020.

O ministro regional de Investimentos, Cameron Dick, citado no comunicado, informou que o projeto atende metas do Plano de Ação, de 10 anos, da Queensland Defense Industries. Com o plano, portanto, o governo local pretende gerar 3.500 empregos com indústrias de defesa, até 2028.

Parceria da Boeing poderá avançar

O vice-presidente e diretor Administrativo da Boeing Defense Austrália, Scott Carpendale, sustenta que a fábrica naquele país “é um indicativo do foco global da Boeing”. E mais: “(o projeto) pode ajudar a Austrália a ganhar participação no trabalho futuro em outras oportunidades globais de defesa e aeroespacial, além da montagem do Loyal Wingman”.

Projeto com a RAAF

A nota da Boeing salienta que a filial australiana desenvolve seis aeronaves em parceria com a Royal Australian Air Force (RAAF). Essas aeronaves cumprem a fase dos testes de voo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments