Cemig é grau ‘A’ no CDP 2020; clima e segurança hídrica

  • Avatar
  • por | publicado: 9/12/2020 - 13:59 | atualizado: 10/12/2020 - 09:43

Cemig figura também no índice das companhias sustentáveis da B3, o ISE - Foto: Divulgação/Cemig

Companhia. Energética de Minas Gerais (Cemig), estatal do Governo de Minas, é uma das seis brasileiras na “A-List CDP 2020”, do Carbon Disclosure Project (CDP). O CDP, organização global e sem fins lucrativos, catalogou nesta edição 313 corporações ambientalmente comprometidas.

O CDP, portanto, atua no estímulo aos governos e empresas por ações climáticas (redução nas emissões gases de efeito estufa – GEE) e de preservação dos recursos hídricos e florestas.

Mas figuram também na A-List 2020 as seguintes companhias do Brasil:

  • Braskem (petroquímica);
  • Duratex (insumos para construção civil);
  • Klabin (celulose, papel e reflorestamento);
  • Marfrig (pecuária e processamento de alimentos);
  • Telefônica Brasil (telecomunicação).

O CDP considera, então, o grau de divulgação dos dados ambientais das companhias. Todavia, com foco principalmente com relevância para:

  • – Combate às mudanças climáticas;
  • – Ação para conservação das florestas;
  • – Práticas para garantia e conservação dos recursos hídricos.

L’Oréal líder absoluto

O Grupo L’Oréal é o Nº 1 global em sustentabilidade. Pelo 5º ano consecutivo, lidera o ranking do CDP. A marca obteve, portanto, a pontuação “A” (máxima) nos três quesitos. As empresas são avaliadas com notas de “A”a“D”. Nesta edição, dez receberam o tríplice A”.

Pontuação das brasileiras

A Cemig recebeu grau “A” em mudanças climáticas e segurança hídrica. As demais brasileiras ficaram assim: Klabin (segurança hídrica e florestas), Braskem (segurança hídrica) Marfrig (segurança hídrica), Duratex (mudanças climáticas) e Telefônica Brasil (mudanças climáticas). Portanto, levaram dois ‘As’ Cemig e Klabin.

5,8 mil avaliadas

Neste ano, ao redor de 9.600 empresas divulgaram dados sobre os impactos ambientais, riscos e oportunidades gerados por suas atividades. Reportagem, de 08/12, do Valor noticiou que, no entanto, o CDP avaliou 5,8 mil corporações. Além disso, que as companhias da “A-List CDP 2020” representam valor de mercado de US$ 15 trilhões. Ou seja, mexe com meganegócios.

Gestores de US$ 100 trilhões

O portal de notícias Reset, de sua parte, deu ênfase ao fato de ações do CDP terem apoio de gestores de mais de US$ 100 trilhões. Apresentou mais fatos relevantes, por exemplo: os recursos estão associados a um universo de 500 investidores globais. Portanto, é ranking muito importante no portfólio das listadas.

FATO RELACIONADO:

MATÉRIAS RELACIONADAS:

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.