Dividendos do Bradesco bancariam Cemig e Copasa

Valor que o Bradesco (foto da sede em Osasco, SP) destinará em dividendos aos acionistas, R$ 8 bi, pagariam aquilo que Governo Zema receberia nas privatizações da Cemig e Copasa - Foto: Divulgação/Bradesco

Os dividendos que o Bradesco distribuirá entre acionistas pagariam as ações que o Governo de Minas detém no capital social da Cemig e da Copasa. O banco entregará aos acionistas R$ 8 bilhões. Esse valor seria superior àquilo que o Governo Zema receberia com leilão das estatais, conforme relatório da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), de junho.

A Diretoria do Bradesco propôs ao Conselho de Administração pagar, em “dividendos extraordinários”, R$ 0,948654134 por ação ordinária, e, R$ 1,043519547, por ação preferencial. O banco sacará os recursos na conta de reservas de lucros existentes. A propostas será submetida à apreciação do Conselho no dia 17. O pagamento ocorrerá dia 23.

O Governo Zema tem como meta de sua administração privatizar todas as estatais do Estado, sendo as principais a Cia. Energética de Minas Gerais (Cemig) e a Cia. de Saneamento de Minas Gerais (Copasa). As duas têm ações do capital social listadas na Bolsa de Valores (B3 – Brasil, Bolsa, Balcão).

VEJA AQUI VALORES DO GOVERNO DE MINAS NA CEMIG E COPASA

#Bradesco #GovernoZema “Cemig “Copasa #Privatização #B3 #Dividendos #Acionistas #BolsaDeValores

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments