Embraer só revelou o valor: US$ 390 milhões

  • por | publicado: 30/11/2022 - 17:35 | atualizado: 05/12/2022 - 11:28

O modelo E195-2E é uma aposta da Embraer para companhias em busca de novos mercados - Crédito: Divulgação/Embraer/Galeria de mídia

Embraer S.A. vai entregar mais cinco jatos E195-E2. O contrato, de “pedido firme”, fecha em US$ 389,4 milhões. A empresa entrega a aeronave em configurações variáveis de 97 a 114 assentos.

Desta vez, porém a companhia, de São José dos Campos (SP), não revelou o nome do comprador. O comunicado à Bolsa de Valores B3, diz somente que: “(…) para uma companhia aérea não revelada, que tem planos otimistas de crescimento nos próximos anos”.

A Embraer, entretanto, no portal, enche a mão no marketing da aeronave. Diz, por exemplo, que o E195-E2 é “a ferramenta ideal para operadores que desejam entrar em novos mercados e aproveitar novas oportunidades”. Com capacidade completa de passageiros, percorre até 4.815 km.

O cronograma desse novo pedido prevê entregas de quatro unidades em 2023 e, a quinta, em 2024. A companhia salienta, todavia, que o valor do contrato será contabilizada no balanço patrimonial das demonstrações de resultados de 2022.

Embraer perdeu receita no 3T22

A Embraer é a terceiro maior fabricante de aviões do mundo. Mas, “a principal fabricante de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil”, informa. Criada em 1969, a companhia conta com permanente oferta de crédito do mercado global financeiro.

No 3T222, a Embraer apresentou receita líquida consolidada de R$ 4,872 bilhões. Portanto, queda de 30% na comparação com 3T21.

Abriu vaga para VP na Boeing

Boeing Company buscará novo vice-presidente sênior para assumir em 2023. O atual ocupante da cadeira, David A. Dohnalek, que exerce também o posto de Tesoureiro, comunicou à companhia seu plano para se aposentar no próximo ano.

Dohnalek comunicou à Boeing em 22/11. Mas, sem explicações, somente na segunda (28/11), John C. Demers, vice-presidente, Conselheiro e Secretário Corporativo, encaminhou protocolo à Bolsa de Valores de Nova York.

Além das atuais funções na maior fabricante mundial da aviação, Dohnalek foi diretor financeiro interino (2021), sendo nomeado diretor executivo neste ano.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments