Fundos do Itaú ultrapassam os 5% no capital da CEMIG

Itaú comunicou ao mercado que os fundos de investimentos de sua carteira somam 5,073% das ações ordinárias da Cemig. Imagem da UHE Irapé - Foto CEMIG/Divulgação

Fundos de investimentos do Itaú Unibanco ultrapassaram os 5% no capital da Cia. Energética de Minas Gerais (Cemig). Com maior frequência, os investidores têm trocado de posição nos papeis da Cemig, em função das declarações governador mineiro, Romeu Zema, sobre a privatização do controle da companhia.

Nesta sexta (6), a Cemig deu conhecimento à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e B3 (Bolsa) do comunicado enviado pelo Itau Unibanco. Agora, somam 5,073% das ações ordinárias o conjunto das ações e outros papéis e derivativos nas carteiras detidos pelos fundos de investimentos que administra. Investidores e/ou administradores precisam comunicar sempre ao mercado todas novas posições acionárias acima dos 5%.

Fundos não querem alterar no controle

Itaú Unibanco informa que as carteiras geridas por ele passou a deter 24.734.628 ações ordinárias (com direito a voto) da Cemig. “Declara, ainda, que tal participação não tem o objetivo de alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da sociedade”, diz a nota assinada pelo diretor de Finanças e Relações com Investidores do Itaú Unibanco,  Maurício Fernandes Leonardo Júnior.

Administração da PCH Marmelos, em Juiz de Fora. Primeira hidrelétrica de Minas Gerais, construída em 1889. Adquirida pela Cemig em 1980. Foto: Reprodução/Redes Sociais

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
1 0
Views:
598
Categorias:
Economia

All Comments