Fundos do Itaú Unibanco baixam participação na Usiminas

  • por | publicado: 16/06/2020 - 23:58 | atualizado: 17/06/2020 - 12:24

Usiminas com participação reduzida dos fundos do Itaú Unibanco - Foto: Divulgação/Usiminas

Fundos de investimentos administrados pelo Itaú Unibanco reduziram para 4,141% a participação em ações preferenciais no capital social da Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais S.A, (Usiminas), de Ipatinga (MG). O “Comunicado ao Mercado” foi encaminhado nesta terça (16/06).

A siderúrgica reporta que recebeu do Itaú Unibanco “nesta data” (16) o comunicado de alteração na participação dos fundos ocorrida dia 9. Portanto, pela data no comunicado, houve demora de sete (7) dias para chegar.

Mas, ha outro aspecto a considerar. A cópia do documento do banco, exibido pela empresa, tem datada de 9 de junho. Ela conflita com a data atribuída ao fato no texto: “O Itaú Unibanco (…), vem comunicar a essa Companhia que, em 10/6/2020, a soma das ações e de outros valores mobiliários e instrumentos financeiros derivativos referenciados em tais ações, conforme aplicável, detidos pelo conjunto de fundos de investimento por ele geridos atingiu 4,141% das ações preferenciais emitidos pela Companhia”. A data do fato indica futuro (10), contudo, o verbo está no passado (“atingiu“)

Portanto, cabe questionar se houve operação atípica com a Usiminas nas datas – véspera de feriado. É o papel da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), agente regulador do mercado. A CVM é ligada ao Banco Central (BC)

Mas, imbróglio à parte, o Itaú Unibanco ressalta que “tal participação não tem o objetivo de alterar a composição do controle ou estrutura administrativa da sociedade”.

MATÉRIAS RELACIONADAS

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.