Kalil deve usar recursos do pré-sal em obras no Vilarinho e reforma de postos de saúde

Prefeito Alexandre Kalil é favorito na disputa pela reeleição em BH, mas até mesmo políticos aliados recomendam a ele mais humildade. Foto - PBH

Prefeito Alexandre Kalil é favorito na disputa pela reeleição em BH, mas até mesmo políticos aliados recomendam a ele mais humildade. Foto - PBH

Os R$ 56 milhões que a prefeitura de Belo Horizonte vai receber no próximo ano do megaleilão do pré-sal deverão ser usados pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD) nas obras de contenção de enchentes na avenida Vilarinho e na reforma de postos de saúde. Foi o que informou ao Além do Fato o secretário municipal da Fazenda, Fuad Noman.

Ele explicou, entretanto, que por se tratar de um recurso que não é carimbado, ou seja, não tem uma destinação específica, entrará no caixa único do município. “Com certeza daremos bom uso ao recursos, pois estamos mesmo precisando de receitas”, disse o secretário. “E podemos usar, por exemplo, nas obras do Vilarinho e na reforma das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), acrescentou.

Os R$ 56 milhões vão se somar aos recursos que a prefeitura já garantiu para obras na cidade, resultado de empréstimos junto a instituições financeiras (Caixa Econômica Federal, principalmente), que totalizam R$ 1,1 bilhão. Boa parte desse dinheiro será gasto em 2020, ano eleitoral.

Em entrevista que concedeu ao Além do Fato, o prefeito Alexandre Kalil anunciou que a prefeitura tem um pacote de obras no valor de R$ 800 milhões, que está sendo executado. E até o final do seu governo o total do investimento em obras na capital vai chegar a R$ 2 bilhões.

Relacionada

Prefeito Kalil tem R$ 1 bilhão para investir em período pré-eleitoral

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments