Ministério das Comunicações paga ‘blindados’ para Faria

  • Avatar
  • por | publicado: 12/04/2021 - 15:15

O ministro das Comunicações, Fábio Faria (E), se deslocará nas ruas de Brasília e São Paulo em veículo blindado pago pelo Governo - Foto: Agência Brasil

O Ministério das Comunicações alugou dois carros blindados (“com resistência a impactos nível iii a”) para os deslocamentos do titular da pasta, Fábio Faria, em Brasília e São Paulo. O contrato com a OBDI Locação de Veículos, de Curitiba (PR), inclui outros dois veículos, porém, sem blindagem (“sedan de grande porte”). Estes, servirão ao secretário-executivo do MCom.

O Ministério das Comunicações, então, parece pouco se importar com o aperto orçamentário da União, e não cessa com as despesas não essenciais.

A OBDI receberá R$ 889.342,00 pela prestação do serviço. O contrato, assinado na sexta (09/04) e divulgado nesta segunda (12/04), tem validade de um ano, portanto até abril de 2022.

O fornecedor do serviço, todavia, foi citado na súmula do contrato (EXTRATO DE CONTRATO Nº 9/2021 – UASG 410003 – CGRL/MCOM) apenas pelo nome fantasia: OBDI Equipamentos. Além disso, foi omitido respectivo CNPJ (095.546.840/0001-29). No site API de Compras Governamentais, o CNAE da empresa é “7711000: locação de automóveis sem condutor”. Mas, o contrato reza: “com motorista (eventual)”. A palavra eventual está na publicação.

OBDI oferece gama de blindados

A OBDI lista, portanto, vários contratos com órgãos públicos federais e agências reguladoras. Entre os quais, por exemplo: Fundação Nacional de Saúde (RN, PE, MS, MT), antigo Ministério do Exército, Anac, Secretaria da Presidência da República (Copa 2014), UFMG, Fiocruz e ANP.

No portal, a OBDI anuncia automóveis blindados para “pronta entrega”. Veja AQUI.

Genro de Sílvio Santos

O ministro das comunicações é deputado federal (PSD-RN) e casado com Patrícia Abravanel, filha do empresário Sílvio Santos, do Grupo TV SBT. Patrícia, além de apresentadora no SBT, é dona da TV Alphaville, canal por assinatura. O casal é sócio da New Beginnings, empresa de produção artística.

Último entre os eleitos

Fábio é deputado federal desde 2007. Mas, em 2018 figurou como último colocado (8º) na conquista de uma cadeira. O partido dele integra o baixo clero e o “Centrão”. Mesmo assim, ocupou a terceira vaga na secretária da Mesa da Câmara, enquanto Rodrigo Maia (DEM-RJ) presidia.

Citado na Laja Jato

Juntamente com o pai, ex-governador Robinson Faria (PSD), derrotado na reeleição de 2018, Fábio apareceu em duas delações de investigação de corrupção na Operação Lava Jato. Robinson preside o partido no RN e é dono da cadeia de rádios Rádio Agreste.

Delações da Odebrecht e JBS

Os Faria foram delatados por executivos de empresas dos Grupos Odebrecht (empreiteira) e JBS (alimentos e agropecuária). O Supremo Tribunal Federal (STF), todavia, arquivou os processos por falta de provas.

Caixa dois – Justiça Eleitoral

Mas, parte das investigações da Lava Jato seguiu Justiça Eleitoral, por envolver denúncias de caixa dois nas eleições de 2010.

Fábio é ministro desde 17 de junho de 2020.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.