União reserva R$ 4 bi para criar herdeira da Eletrobras

  • por | publicado: 22/07/2020 - 22:30

Eletrobras tem obras de controladas, como projeto da Usina Nuclear Angra 3, pertencente à Furnas, sob investigação de fraude pelo Tribunal de Contas da União (TCU) - Foto: Eletrobras/Divulgação

Ministério das Minas e Energia solicitou a inclusão de R$ 4 bilhões no Orçamento da União, de 2021, para criação da estatal que assumirá ativos da Eletrobras (Centrais Elétricas Brasileiras S/A). Essa transferência faz parte do programa de privatização da holding federal para setor energético. A própria empresa deu conhecimento ao mercado acionário, nesta quarta (22/07), do pedido encaminhado ao Ministério da Economia.

A futura estatal será criada com base no Projeto de Lei 5.877/2019. Essa empresa, portanto, viabilizará à União continuar detendo o controle da Eletrobras Termonuclear S.A (Eletronuclear) e participação acionária na UHE Itaipu Binacional. Por fim, a futura estatal será também responsável “pelos bens da União sob administração da Eletrobras e pelos programas de governo”.

Todavia, salienta a nota da Eletrobras à B3 (Brasil, Bolsa, Balcão), a nova estatal não será criada de imediato. Isso só ocorrerá mediante “aprovação do PL pelo Congresso Nacional”.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.