Abrati (donos de ônibus) teria recuado em festejo a ministro

  • por | publicado: 27/03/2022 - 23:38 | atualizado: 29/03/2022 - 16:15

O secretário-executivo Marcelo Sampaio foi anunciado, no começo do mês, como futuro ministro da Infraestrutura, pelo próprio Tarcísio Freitas, atual titular - Foto: Myke Toscano/Secom Gov MT

Anúncio da troca no comando no Ministério da Infraestrutura, saída de Tarcísio de Freitas e a possível nomeação de Marcelo Sampaio, atual secretário-executivo da pasta, derrapou nas garagens do empresariado dos ônibus rodoviários. Neste domingo (27/03), a Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati) teria pulicado “nota oficial” festejando a “nomeação”. Mas, a tal nota evaporou na internet.

Quem noticiou foi o portal Diário do Transporte, referência e sempre bem informado no segmento. Todavia, retirou o post. No site da Abrati, por sua vez, não há tal nota nem indicação de que teria sido publicada e, então, retirada.

“ Abrati comemora nomeação de novo ministro da Infraestrutura – Presidente Jair Bolsonaro nomeou Marcelo Sampaio para o cargo. A Abrati (Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros) publicou uma nota neste domingo, 27 de março de 2022, comemorando a nomeação de novo ministro da Infraestrutura. O presidente Jair Bolsonaro nomeou o atual secretário-executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, como […]”. Essa a chamada, ressaltando a tal comemoração, foi enviada para os seguidores do Diário do Transporte às 19h05.

Mas, quem buscou a notícia no link fornecido encontrou um pedido de desculpas: “Desculpe. A página que você procura “https://diariodotransporte.com.br/2022/03/27/abrati-comemora-nomeacao-de-novo-ministro-da-infraestrutura/” não está disponível”.

Ler mais deste artigo

Tudo indica, entretanto, e considerando a credibilidade do Portal Diário do Transporte, que o empresariado dos busões se antecipou na comemoração oficial. Então, despejou água no próprio shopp da festança antecipada.

Até a postagem desta notícia não havia publicação de extra do Diário Oficial da União (DOU). A última edição, portanto, foi a de sexta (25/03).

Tarcísio anunciou o Sampaio

A declaração mais contundente para chegada de Sampaio ao topo da Infraestrutura foi no dia 04/03, em São José dos Campos (SP). Tarcísio, após comemorações da nova concessão da Via Dutra (Rio-São Paulo), ao lado de Bolsonaro, chancelou o substituto. Mas, na entrevista, ao abordar as privatizações que deixaria em aberto. Portanto, para Sampaio tocar.

— O leilão de Congonhas é super importante e vai andar. Nós temos a BR 381-MG da qual nós não abrimos mão e quem vai entrar (como ministro), o Marcelo Sampaio, sabe exatamente que a BR-381 é super importante e que ele vai ter que dar prioridade. O pipeline (cronograma de projetos ) está preservado — salientou o ministro. (sic – O Globo).

Representatividade da Abrati

Em seu portal, Abrati informa que “congrega cerca de 100 empresas no país”. E que seus associados responderiam, portanto, por “cerca de 80% do total de passageiros x quilômetros transportados de todo o segmento rodoviário regular interestadual e internacional”.

Abrafi se posiciona

Nesta terça (29/03), via assessoria, a Abrafati, enviou a nota abaixo:

“A Abrati – Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros – gostaria de esclarecer alguns pontos sobre a matéria intitulada “Abrati (donos de ônibus) teria recuado em festejo ao ministro”, publicada no último dia 27 de março pela coluna Além do Fato.

Gostaríamos de ressaltar que a nota de apoio à segurança jurídica e à continuidade das políticas setoriais foi publicada pela Abrati em seu perfil no Linkedin no último dia 27 de março e segue disponível na plataforma conforme pode ser confirmado no link: https://www.linkedin.com/feed/update/urn:li:activity:6913826259454029824

O objetivo da publicação foi apenas reforçar a posição da entidade acerca da importância de estabilidade regulatória, segurança jurídica e previsibilidade nas políticas públicas setoriais que parecem ter sido privilegiadas pelo governo com a indicação do senhor Marcelo Sampaio para o Ministério da Infraestrutura.

Também importante ressaltar que a ABRATI é uma associação que representa 60 empresas operadoras do transporte rodoviário de passageiros, não tendo em seu quadro pessoas físicas ou donos de ônibus, como ocorre em outras associações”. (sic)

Matéria relacionada:

Piva, CEO da Itapemirim, enfim, de tornozeleira eletrônica

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments