Ao buscar apoio para destruir mensagens, Sérgio Moro dá abraço de afogados

Ministro da Justiça, Sérgio Moro, não é mais juiz, foto Marcelo Camargo/Agência Brasil

Vários juristas, entre eles ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), como Marco Aurélio de Mello, contestaram a intenção do ministro da Justiça, Sérgio Moro, de destruir o conteúdo das mensagens obtidas por hackers, que, criminosamente, invadiram os celulares de quase toda a República. Uns compararam a decisão do ministro ao abraço de afogados, quando tentou buscar solidariedade das autoridades hackeadas à sua proposta.  

O tiro acabou saindo pela culatra. Moro foi criticado por várias razões. Primeiro, porque, como parte interessada (alvo da ação criminosa), não poderia ter tido acesso ao material; segundo, não se pode destruir provas sem uma sentença judicial: ele não é mais juiz.

De que tem medo, o ministro?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
4 3
Views:
647
Categorias:
Política

All Comments