Bolsonaro fica furioso com Supremo:”chega”! A ver se a Corte Suprema vai se ajoelhar

  • por | publicado: 28/05/2020 - 11:26 | atualizado: 30/05/2020 - 13:27
Presidente Jair Bolsonaro está furioso com STF, que investiga a indústria das fake news. Foto - Agência Brasil

Bolsonaro faz consecutivos ataques às instituições, foto - Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro anda furioso com o Supremo Tribunal Federal (STF), mais especificamente com os ministros Celso de Mello e Alexandre de Moraes. Hoje de manhã, ao sair do Palácio do Alvorada, bradou: “Não teremos outro dia como ontem. Chega”.

Bolsonaro se referia à operação feita pela Polícia Federal no dia de ontem, determinada por Alexandre de Moraes, que autorizou o cumprimento de mandados de busca e apreensão contra seus aliados, empresários e parlamentares, no âmbito do inquérito das fake news aberto na corte. Moraes foi o ministro que também impediu a posse de Alexandre Ramagem, o amigo que Bolsonaro queria colocar na diretoria-geral da Polícia Federal.

Celso de Melo foi o ministro que levantou o sigilo do vídeo da reunião ministerial que faz parte do inquérito que apura uma possível tentativa de interferência de Bolsonaro na Polícia Federal. O vídeo, que agradou os bolsonaristas, deixou claro para a Nação o nível das autoridades que tomam conta do país.

Temor pelos filhos

O grande temor do presidente, ao que parece, é que o inquérito das fake news chegue aos seus filhos, em especial ao vereador Carlos Bolsonaro. Ele seria o comandante do chamado “Gabinete do Ódio”, que estaria instalado no Planalto, bem próximo ao gabinete de Bolsonaro, para disseminar notícias falsas contra adversários políticos e autoridades, inclusive ministros do STF.

“As coisas têm limites”, disse Bolsonaro hoje de manhã. Apesar da bravata, não parece, pelo menos por enquanto, que o presidente vai seguir uma sugestão dada por outro filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, e mandar fechar o Supremo com um cabo e um soldado.

O que ele deseja é que decisões como as tomadas por Alexandre de Moraes e Celso de Mello sejam avaliadas pelo plenário da Corte Suprema. Que assim seja. A ver, primeiro, se a maioria dos 11 ministros do STF vai se ajoelhar diante da vontade do presidente. Segundo: se Bolsonaro não gostar da decisão tomada pela maioria, vai fazer o quê? Mandar fechar?

Relacionada

Bolsonaro desafia ministro do Supremo e crise política ganha mais combustível

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments

Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antonio Sergio Silva

Sr. Presidente, o Sr está se tornando o pior Presidente do Brasil de todos os tempos. Pensa 10 vezes antes de falar tanta asenira.

alfredo oliveira

Jornaleco.

Samuel

o stf não está acima da constituição, todos os Brasileiros tem o direito de se manifestar, esse supremo é o câncer do Brasil.

Gilson Mendes

Claro que todos podem se manifestar… ninguém nunca discutiu isso. Mas as pessoas tem que ser responsável por sua opinião, tanto na esfera cível quanto criminal. Agora a criação de perfis fakes onde podem falar sem a responsabilização é crime. Samuel acho que você não entendeu isso…