Bolsonaro: “Índios têm 14% do território nacional; objetivo é nos inviabilizar”

Reunião de governadores da Amazônia Legal com o presidente Jair Bolsonaro

Reunião de governadores da Amazônia Legal com o presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro disse na reunião realizada na manhã de hoje com os governadores da Amazônia Legal, no Palácio do Planalto, que os índios têm 14% do território nacional. “O objetivo é nos inviabilizar”, disse o presidente, para depois anunciar que no seu governo não haverá mais demarcação de terras indígenas.

A reunião foi convocada pelo presidente para discutir o ritmo acelerado das queimadas na região e a crise que elas vêm provocando, tanto no Brasil como no exterior.

“O índio quer se integrar à sociedade, ter luz elétrica, ser o que nós somos”, afirmou o presidente. Durante a reunião, Bolsonaro deixou claro que, na sua avaliação, há um exagero na quantidade de terras demarcadas para a população indígena e anunciou que quer alterar a legislação nesse sentido. Não aceito mais demarcações. Se demarcasse, o fogo na Amazônia acabaria em minutos”, disse o presidente.

Bolsonaro também afirmou que desde o governo do presidente José Sarney a Amazônia vem sendo usada politicamente, o que teria se intensificado a partir do governo do presidente Fernando Collor. “Isso foi uma irresponsabilidade, usando os índios como massa de manobra”.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments