IMA aponta sumiço de mesa de reunião, tablet, GPS,…

  • por | publicado: 30/11/2019 - 08:11

Conclusão da Sindicância Administrativa Investigatória, do IMA, que apurou desaparecimento de bens públicos, deve servir de alerta para o Governo de Minas - Foto: Leo Drummond/Governo de Minas/Redes Sociais

O Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), autarquia subordinada à Secretaria da Agricultura de Minas Gerais, investigou o “desaparecimento” e/ou “furto” de bens do seu cadastro. O resultado, divulgado segunda-feira (25/11), deve ter acendido a luz de alerta. E isso principalmente em áreas com equipamentos portáteis e de elevado valor, como os utilizados em laboratórios.

Em 5 de julho de 2018, foi instalada a Sindicância Administrativa Investigatória IMA Nº 1836/2018. O objetivo era apurar suspeitas de “desaparecimento” e/ou “furto” de bens do patrimônio público em unidade regional. Listados para Sindicância:

  • Tablets (dois)
  • Computadores (dois)
  • Monitor (não define se de TV ou de PC)
  • Chave reserva de carro oficial
  • Material de consumo
  • Mesa de reunião
  • Arquivo de aço
  • GPS

Com suas prerrogativas, o presidente do IMA, Thales Almeida Pereira Fernandes, decidiu pelo “arquivamento dos autos e baixa patrimonial” para um tablet e um computador. Optou, ainda, pelo “arquivamento” simples, quanto aos “furtos do monitor, da chave reserva do veículo oficial PUE 7404 e de materiais de consumo”.

Entretanto, três “servidores masp” foram apontados por “responsabilização” no “desaparecimento” de um tablet, mesa de reunião, arquivo de aço e um GPS (Global Positioning System – ou sistema de posicionamento global).

MATÉRIAS RELACIONADAS

#IMA #InstitutoMineiroDeAgropecuária #Tablet #GPS #MesaDeReunião #Furto #Desaparecimento #SecretariaDeAgriculturaDoEstadoDeMinasGerais

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments