Kalil aguarda rivais que enfrentará daqui a 9 meses nas eleições 2020

  • por | publicado: 4/01/2020 - 12:17 | atualizado: 6/01/2020 - 18:12

Kalil e o "concorrente" Mauro Tramonte, em colagem de fotos Amira Hissa/PBH e Luiz Santana/ALMG

Pré-candidato à reeleição, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), ainda não sabe o nome dos rivais que enfrentará em outubro deste ano. Tido como favorito, o prefeito já confirmou ao ALÉM DO FATO que tentará a reeleição. Confiantes na aprovação de sua gestão, aliados apostam que ele deverá ser reeleito e, a partir do 2º mandato, se preparar para disputar o governo mineiro em 2022.

De acordo com as últimas pesquisas, divulgadas pelos institutos Quaest e Paraná, em dezembro passado, Kalil lidera a corrida com cerca de 35%. Em segundo lugar, com 10 pontos a menos, surge o nome do deputado estadual Mauro Tramonte (Republicanos). Os demais pontuam abaixo de 5%.

Em Minas, 15,6 mil voltam às urnas

A partir deste sábado (4), faltam exatamente nove meses para que os 15.685.446 eleitores mineiros, de 853 cidades, voltem às urnas. No dia 4 de outubro, irão escolher eleger, ou reeleger, prefeitos, vices e vereadores. Em todo o país, são mais de 146 milhões de eleitores nos 5.570 municípios brasileiros. Nos casos em que houver segundo turno, a votação ocorrerá vinte dias depois (25 de outubro).

As eleições deste ano serão apenas municipais, mas poderão incluir, em alguns casos, alguma outra consulta popular (plebiscito), ainda não prevista. Na urna eletrônica do dia 4 de outubro, primeiro aparecerá a tela para votação no candidato a prefeito. Em seguida, a do candidato a vereador.

Serão eleitos pelo sistema majoritário, um prefeito (e vice) por município. Pelo sistema proporcional, tantos vereadores quanto forem definidos pela Lei Orgânica de cada município. Essa definição segue os limites máximos previstos no artigo 29, IV, da Constituição da República. No caso da capital mineira, são 41. Em tese, todos podem e devem tentar a reeleição. A partir deste ano, estão proibidas as coligações proporcionais, ou seja, cada partido terá que eleger os vereadores com suas próprias forças.

Cadastro eleitoral e biometria

Os eleitores devem ficar atentos à data de fechamento do cadastro eleitoral este ano: 6 de maio. Isso significa que após esta data não será mais possível tirar ou transferir o título e fazer a biometria, para votar nas Eleições 2020. O cadastro eleitoral é fechado nesta data e só reabre em novembro.

Poderão votar nas eleições 2020 aqueles que tiverem pelo menos 16 anos na data do pleito. E o voto é obrigatório para aqueles que tiverem entre 18 e 70 anos no dia 4 de outubro. Assim, eleitores que tiverem 16 e 17 anos e aqueles com mais de 70 anos no dia da eleição não estarão obrigados a votar.

Neste ano, eleitores de 259 cidades mineiras só poderão votar por meio de identificação biométricas de seus dados. São 84 cidades onde a biometria já era obrigatória nas eleições 2018 e mais 175 que passaram (ou ainda passam) pelo recadastramento biométrico obrigatório. Nas outas 594 cidades, haverá a possibilidade de identificação biométrica e não biométrica, já que são municípios que ainda não passaram (e nem passarão, até as eleições 2020) pelo recadastramento biométrico obrigatório.

(*) com informações do site do TRE-MG

Pesquisas eleitorais só podem ser divulgadas 5 dias após registro

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments

Subscribe
Notify of
guest
13 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Matheus Silva

Essa imprensa mineira n cansa de passar vergonha… Além de cravar sua reeleição, ainda o colocam como candidato favorito ao Governo. Muito estranho… Lembrando q o Kalil é lambe bota do Ciro Gomes… Portanto, vamos aguardar o anúncio do nosso candidato de DIREITA, apoiado pelo nosso PR Jair Messias Bolsonaro. Esse sim será nosso novo Prefeito.

Felipe

RELINCHA MAIS.

paulo silva

Mais um idiota bostanarista, esse é o país que vivemos! Sai um lixo entra u pior

Geraldo Lage

Pior que Kalil, são estes jornalista das TVs mineiras se aproveitando do ibope para mamá na teta. São tds iguais. E cadê melhoria para BH e MG como um todo. Cadê metrô, Anel rodoviário, Rodoviária intermunicipal/estadual e entre outros.

Mauro Ivant

Antes do kalil ruas esburacados com kalil ruas esburacadas, nada mudou, apenas reporters amigos dele que vivem fazendo média

Elson Gomes

Zezé Perrela vai ser candidato e resolver tudo.

anamaria

Esse Tramonte merece uma chance. Não o conheço, mas permanecer no ruim não é inteligente nem sensato!

William Pádua

Acho que candidatar para prefeito 04 anos é democrático, agora fazer trampolim e fingir ser prefeito por 2 anos apenas e partir para outra eleição não. Saia então deixe outro candidato para BH e espere 2022 para encarar o carcamano do CEO do Cruzeiro.

William Pádua

2022

Fabricio M Souza

Kkkkk Este Tramonte é um Zé Ruela. Está lá pela quota dos bispos… Não sabe a diferença entre um pato e uma galinha.

Patrícia

Tramonte não sabe nem comentar as reportagens exibidas…O Garcia dá um banho em conhecimento e vocabulário.

João Batista de Souza

Kalil se mostrou um excelente administrador público. É claro que problemas ainda existem, mas com certeza foram e serão resolvidos. Perguntem aos servidores da PBH o que acham de Kalil. Certamente responderão ser o melhor dos últimos anos.

angelo

tramonte e brincadeira ne so fica em cima do muro