Municípios serão chamados a compor força-tarefa para cobrar dívida da União

  • por | publicado: 19/07/2019 - 12:54
Lideranças políticas reunidas ontem (18-07-19) na Assembleia, quando assinaram a Carta de Minas - Foto - Clarissa Barçante/ALGM

Lideranças políticas reunidas ontem (18-07-19) na Assembleia, quando assinaram a Carta de Minas - Foto - Clarissa Barçante/ALGM

O presidente da Assembleia, Agostinho Patrus, esclarece que os prefeitos serão chamados, numa etapa posterior, para assinar a Carta de Minas, documento organizado por ele e pelo governador Romeu Zema para cobrar da União R$ 135 bilhões por perdas que o Estado teve com a lei Kandir. Os municípios têm direito a 25% desse valor, algo em torno de R$ 33 bilhões.

A Carta foi assinada ontem, após uma reunião na Assembleia Legislativa, mas lideranças dos municípios, em contato com o site Além do Fato, reclamaram que a entidade que representa as prefeituras, a AMM (Associação Mineira de Municípios), não havia sido convidada.

O documento será levado por lideranças mineiras a Brasília no dia 5 de agosto, em audiência no Supremo Tribunal Federal (STF) com representantes da União e de outros estados que também alegam prejuízos com a Lei Kandir.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Likes:
0 0
Views:
235
Categorias:
Política