ANTT autoriza Unida parar operação da linha Itabira-Rio

  • por | publicado: 24/07/2020 - 20:57

ANTT atendeu ao pedido da Unida Mansur para suprimir a linha Itabira-Rio de Janeiro - Foto: Unida/Divulgação

Pode ser suspensa a partir desta sexta (24/07) a linha regular no transporte rodoviário de passageiros por ônibus entre Itabira, em Minas Gerais, e a cidade do Rio de Janeiro. A ligação é operada pela Empresa Unida Mansur & Filhos Ltda, de Juiz de Fora (MG). Essa “supressão”, contudo, é um pedido da concessionária à Superintendência de Serviços de Transporte Rodoviário de Passageiros da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

O texto da Portaria 444, na qual a ANTT dá deferimento à solicitação da Unida, é bem sucinto. Não faz, assim, qualquer menção a um provável retorno à operação daquela linha. Itabira é a cidade natal do poeta Carlos Drummond de Andrade e berço da Vale S/A (1942).

Essa linha tinha, portanto, enorme influência das atividades do polo de mineração da Vale. Com a redução no ritmo das atividades presenciais de funcionários da mineradora e dos fornecedores, a ocupação dos coletivos da linha foi afetada.

Mercado da Unida

A Unida foi criada em 1934, por João Mansur, que era um faz tudo: motorista, cobrador e mecânico do 1º ônibus. Antes da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), empregava cerca de 500 pessoas e operava frota de 120 ônibus convencionais e executivos.

Nas rotas da Unida estão municípios das Regiões Central, Campos das Vertentes e Zona da Mata e Belo Horizonte. Até então, transportava a média de 245 mil passageiros/mês, de acordo com informação institucional. Além do transporte de passageiros, a Unida opera também logística de cargas rodoviárias.

MATÉRIAS RELACIONAS:

Empresas de ônibus alertam: apoio ou colapso em abril

85% dos municípios da Bahia sem ônibus rodoviarios

Cometa e Viação Gontijo

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.