Ar condicionado em ônibus urbano virou moeda fiscal

  • por | publicado: 18/09/2019 - 08:08

Em Foz de Iguaçu (PR), ônibus zero no transporte coletivo urbano com ar condicionado terão isenção no ISSQN. Foto: Divulgação/Prefeitura de Foz do Iguaçu

Ar condicionado em ônibus zero do transporte coletivo, em Foz do Iguaçu (PR), terá isenção de impostos. Projeto de lei nesse sentido, criando isenção no ISSQN, foi aprovado nesta ontem (17/09) pela Câmara Municipal, por nove votos a seis.

A Prefeitura justificou a proposta como sendo forma “compensação de equilíbrio financeiro” para o consórcio de empresas do transporte público.

Ar contra sensação térmica de “50 graus”

Na defesa do projeto, o presidente da Câmara, Beni Rodrigues (PSB), disse que é “sofrido” andar de ônibus na cidade, onde o calor gera a “sensação térmica de até 50 graus”.

Entre os vereadores que fizeram oposição ao projeto de lei, o vereador Edílio Dall’Agnol (PSC), disse ser favorável à instalação de ar condicionado nos coletivos, mas que se absteria pelo fato de que a “renúncia fiscal”, de R$ 10,3 milhões “irá para os barões do transporte coletivo”.

MATÉRIA RELACIONADA

↘Kalil publica decreto sobre ar condicionado nos ônibus de BH

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.