Diadema exige passaporte vacinal até em táxi e aplicativos

  • por | publicado: 28/01/2022 - 22:25 | atualizado: 29/01/2022 - 00:11

Prefeitura de Diadema (SP) assegura que estão com a imunização completa contra Covid, ou seja, com a 2ª dose no braço, 93% da população local - Crédito: PM Diadema

A Prefeitura de Diadema exigirá o “passaporte da vacina” contra Covid-19. Isso valerá, a partir de 1º fevereiro, nos acessos a “todos os estabelecimentos e locais de uso coletivo, públicos e privados”. Publicado quinta (27/01), no Decreto Municipal Nº. 8.087/2022, a apresentação do comprovante da imunização contra a pandemia incluirá táxi e aplicativos.

Diadema com elevado índice de imunização

O prefeito José de Fillipi Junior (PT) diz que a exigência visa dois objetivos fundamentais: conter o avanço da pandemia pelo coronavírus e estimular a imunização de toda a população. A Prefeitura assegura, em nota, que atingiu alto índice de vacinação em no município. “(…) 99% da população adulta vacinada com a primeira dose, e, 93% já com o esquema vacinal completo, com as duas doses”. E que está “ampliando a vacinação para crianças”.

O IBGE estimou, em junho de 2021, que Diadema tinha população de 429.550 habitantes.

MATÉRIA RELACIONADA:

Após Marinha, Exército repudia negacionismo de Bolsonaro

Interdição e fechamento

Os atos de interdição e fechamento dos estabelecimentos que descumprirem, caberão à vigilância sanitária ou “pela autoridade policial”, incluindo Guarda Civil Municipal (GCM).

Leia AQUI a íntegra do decreto.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments