FGV mostra incertezas entre empresários das PMEs

  • por | publicado: 9/10/2020 - 15:08 | atualizado: 13/10/2020 - 22:09

Estudo da FGV constata, por exemplo, que 84% empreendedores mudariam planos de negócios - Reprodução FGV

Incertezas assustam 75% do universo de empreendedores de pequenas e médias empresas (PMEs) ouvido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), entre maio e julho. A pesquisa “O impacto da Covid-19 nos pequenos negócios”, divulgada quinta (08/10), revela, por exemplo, que 84% “mudaram seus planos de negócios” em função da Covid-19.

A FGV validou 142 respostas. Entre estas, 76% de empreendedores do Estado de São Paulo.

Dos entrevistados, 52% geravam negócios com faturamentos anuais inferiores a R$ 120 mil. A pesquisa é do Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios (FGVcenn) da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV EAESP).

Mas, dois apectos chamam atenção quanto às perspectivas do negócio. A FGV constatou que 55% dos entrevistados esperam, no longo prazo, por “efeito positivo” no negócio em função da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Todavia, para 55% a “permanência” de seus empreendimentos “está ameaçada”.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.