Lowers Risk convidava para coquetel e o ouro era roubado

  • por | publicado: 26/07/2019 - 20:45

Convite do Lowers Risk Group para coquetel de abertura do escritório em Buenos Aires, ontem (25) - Foto: Reprodução/Portal

Ouro (718,90 kg) foi roubado enquanto Lowers Risk Group, responsável pelo seguro, convidava para um coquetel na Argentina. O assalto, ontem (25) , ocorreu no Aeroporto de Guarulhos, em Guarulhos (SP). A quadrilha precisou de apenas de 3 minutos (180 segundos). Naquele instante, em seu portal, o Lowers Risk Group, com sede em Purcellville, na Virgínia (EUA), convidava para inauguração do segundo escritório na América Latina. “O Lowers Risk Group celebrará a abertura do escritório com um coquetel para clientes e associados no Alvear ICON Hotel em Puerto Madero, Buenos Aires, Argentina, em 25 de julho de 2019” (sic). Até o fechamento desta nota (20h45), o portal da matriz ignorava o roubo.

Mas o roubo em Guarulhos não foi apenas ousado. Além do volume, outro demonstrativo é a comparação com o resultado da maior produtora de ouro legalizado do país. A Kinross Brasil Mineração (KBM), de Paracatu (MG), apurou 16.222 kg (ou 16,222 toneladas) nas operações de 2018. O metal retirado na pista representa 4,42% do resultado da KBM. A operação do roubo foi em apenas três minutos (180 segundos – Polícia Federal). A mineradora levou 365 dias de atividades e contabilização bilionária em despesas com equipamentos, insumos, pessoal, impostos etc

Portanto, a margem de lucro da quadrilha, até o momento, é invejável. A Kinross Participações Ltda, holding da KBM e Cia. Nacional de Mineração, teve receita operacional líquida consolidada de R$ 2,347 bilhões. Porém, os custos com os produtos vendidos somaram R$ 2,136 bilhões:  consumiram 92,16% da receita. Qual terá sido o custo operacional da quadrilha em Guarulhos?

Lowers Risk abre recompensa pelo ouro

É estranho que manchete de hoje seja para a recompensa de R$ 150 mil, ou seja, 0,26% do valor estimado da carga, ofertada pela Lowers & Associates International – resseguradora e responsável pela “gestão de risco”. No momento, o mais importante é saber se as apólices de seguro cobrem a cotação do ouro roubado. O carregamento seria dividido para dois destinos: Estados Unidos e Suíça.

No convite para festa, o L&A definiu assim a presença em Buenos Aires: “… representa seu compromisso de oferecer serviços locais altamente responsável, base crescente de clientes na região”.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.