Mineração Usiminas finda ciclo das barragens de rejeitos

  • por | publicado: 28/12/2021 - 22:22

Planta de filtragem de rejeitos de minério de ferro da Mineração Usiminas - Crédito: Reprodução de Vídeo Institucional

Mineração Usiminas, do Grupo Usiminas, não destinará mais rejeitos do processo de concentração de minério de ferro para barragens convencionais. Em comunicado desta terça (28/12), a controladora, a Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais (Usiminas), assegura que, no domingo (26), houve “migração definitiva para o dry stacking”. As jazidas da empresa estão no complexo da Província Minerária a Serra de Itatiaiuçu (MG).

A inauguração da planta dry stacking foi em 1º deste mês, junto às Minas Oeste e Central, no município de Itatiaiuçu. O processo consiste na destinação o rejeito até a planta de filtragem. Portanto, a polpa não irá mais para barragens convencionais.

O material resultante do processo de filtragem é destinado a uma pilha de material. Depois, ao chamado “empilhamento a seco”. E, por fim, compactado. Esta última etapa, portanto, executada em local da revegetação posterior.

O dry stacking proporciona vantagens como, por exemplo, a do retorno de parte da água ao processo de concentração. Ou seja, método recircular. Isso significa redução no volume de água empregado na concentração do minério. A empresa associa isso, portanto, aos compromissos ambientais.

MATÉRIA RELACIONADA:

Mineração Usiminas segue onça e lobo; lucro subiu 298%

Investimentos

A controlada da Usiminas investiu R$ 235 milhões no processo dary starking.

Ainda resta uma barragem

Mas, a mineradora ainda possui uma barragem no método “a jusante” integrada aos processos de extração do minério de ferro. Assegurou, no entanto, que essa unidade será “desativada ainda neste mês”.

Descomissionamentos

Mapa das minas da Usiminas – Crédito: Divulgação

Quanto à descaracterização das barragens no complexo na Serra de Itatiaiuçu, a Usiminas relata foi concluída na Somisa, em 2020, e aceita pela autoridade ambiental. E que, no começo do próximo ano, iniciará na Barragem Central.

Mineração teve produção recorde

A Mineração Usiminas produziu neste ano 9 milhões de toneladas de minério de ferro. O resultado está no comunicado assinado pelo vice-presidente de Finanças e Relações com Investidores da Usiminas, Alberto Ono, assinala, portanto, que “constituiu recorde histórico”.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments