Moody’s contraria relatório da CPI; Cemig melhorou gestão

  • por | publicado: 13/04/2022 - 19:24 | atualizado: 14/04/2022 - 22:54

Estatal do Governo de Minas contratou bancos para emissão de debêntures - Crédito: Divulgação

Grupo Cemig informa ao mercado, nesta quarta (14/04), que a agência de risco Moody’s Local elevou os “ratings corporativos”, de “AA-br” para “AA.br” das principais companhias. A classificação vale para a holding Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e as subsidiárias Cemig Geração e Transmissão (Cemig CT) e Cemig Distribuição (Cemig D). Moddy’s destacou a redução de 33% no saldo do endividamento externo.

A Cemig é estatal controlada pelo Governo de Minas Gerais. Portanto, a notícia chega para o governador Romeu Zema (Novo) analgésico político diante do recente relatório desfavorável da CPI da Cemig. Os deputados apontaram irregularidades na gestão da estatal na atual administração estadual. Em maioria, então, celebraram a oposição reinante na Assembleia Legislativa desde o início do Governo Zema. Relembre AQUI.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Moody’s pontuou a gestão de passivos

O comunicado ao mercado e à B3 (Brasil. Bolsa. Balcão), o diretor de Finanças e Relações com Investidores, Leonardo George de Magalhães, reproduz parte dos motivos da Moody’s Local:

“A elevação do rating da Cemig reflete as melhoras significativas da sua política financeira e gestão de liquidez, a continuidade da sua estratégia de gestão de passivos – evidenciada pela redução de 33% do saldo de dívida em moeda estrangeira vencendo em 2024 – e manutenção de métricas de crédito sólida.”

Título original: Cemig melhorou gestão; Moody’s contraria relatório da CPI

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments