Prefeitura de SP privatiza terminais e mira R$ 5,2 bi

  • por | publicado: 14/01/2020 - 18:15

Tribunal de Constas do Município suspendeu licitação dos 31 terminais de ônibus da cidade de São Paulo por conta de 54 irregularidades - SP Trans/Divulgação

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, espera assegurar R$ 5,227 bilhões com a privatização de 24 terminais rodoviários municipais e estações da linha expressa. Nesta terça (14/01), a Secretaria de Governo da Prefeitura liberou acesso aos editais. As concessões serão no modelo Parceria Público Privada (PPP).

Edital da Prefeitura de desestatização terminais de ônibus urbanos

O direito de exploração dos terminais e das estações será por 30 anos. A prefeitura aceitará propostas tanto individuais quanto coletivas, ou seja, na forma de consórcios. Os vencedores poderão fazer intervenções construtivas nas áreas concedidas.

A Prefeitura de SP projeta receita mensal acima de R$ 14,52 milhões. As propostas serão abertas dia 19 de fevereiro, a partir das 11h.  

MATÉRIAS RELACIONADAS:

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.