Deltan tem vitória no CNMP, mas terá que enfrentar mais 11 representações

  • por | publicado: 10/09/2019 - 14:45
Deltan Dallagnol se livrou de afastamento de suas funções, mas CNMP vai avaliar mais 11 representações contra ele. Foto - Agência Brasil

Deltan Dallagnol se livrou de afastamento de suas funções, mas CNMP vai avaliar mais 11 representações contra ele. Foto - Agência Brasil

O coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, não será afastado preventivamente do cargo, pelo menos por enquanto. O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), em sessão realizada hoje de manhã, negou pedido do senador Renan Calheiros (MDB-AL) para ele deixasse a função.

O senador alagoano, na representação, alega que o promotor usou as redes sociais na época das eleições de 2018 e também quando ele disputou a presidência do Senado. Pelo conteúdo das mensagens publicadas, Renan argumenta que Deltan tentou interferir nas eleições, prejudicando sua candidatura, o que seria uma forma de exercer atividade política, que é proibida a membros do Ministério Público.

Apesar de ter negado o afastamento, o CNMP ainda vai decidir se abre Processo Administrativo Disciplinar (PAD) contra o promotor na reclamação feita por Renan. Além dessa, o conselho ainda vai avaliar 11 representações disciplinares contra Deltan, sete delas feitas com base nos diálogos revelados pelo site The Intercept Brasil.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments