Dia sem imposto contesta tributos e destinação com desconto de até 70%

Consumidores terão oportunidade de desconto no dia do protesto, foto Valter Campanato/ABR

A 15ª edição do Dia Livre de Impostos (DLI), na próxima quinta (27), será nova oportunidade para adquirir produtos sem a cobrança de impostos, em alguns casos, 70% mais baratos. A promoção é da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) e pela CDL Jovem da capital.

“O DLI é uma excelente oportunidade para quem está planejando adquirir novos produtos e, até mesmo, antecipar o presente de Dia dos Namorados. Os valores, sem a carga tributária, são muito atrativos e, certamente, muitas pessoas vão aproveitar a oportunidade”, adiantou o presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva.

A ação nacional conta com a participação de 1.515 lojas em todo o país, abrangendo 23 estados. Em Belo Horizonte, mais de 300 lojas já estão confirmadas. Entre elas, a Drogaria Araujo e Tontri Esportes vão oferecer produtos com valor até 70% menor.

Tributo não será repassado ao consumidor

Segundo o presidente da Drogaria Araujo, Modesto Araujo Neto, a empresa apoia esse importante movimento que questiona não só as altas cargas tributárias do país, bem como sua destinação. “Com essa ação, queremos aumentar o poder de compra das pessoas, evidenciando, com os descontos, a alta carga tributária que impacta diretamente na quantidade de produtos que vai na cestinha do consumidor”, disse. Apesar de ser pago normalmente pela empresa, o valor dos impostos não será repassado ao consumidor final.

De BH para todo o país

O movimento é realizado pela CDL/BH e CDL Jovem há 15 anos na capital mineira, e há 4 anos em outros estados brasileiros, com o apoio da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas. O movimento tem o objetivo de conscientizar a população quanto aos altos índices de impostos sem retorno do dinheiro para o cidadão. “Além de protestar contra a alta carga tributária, o DLI também reivindica um retorno efetivo dos impostos para a sociedade em forma de investimentos em serviços essenciais, como saúde e educação”, afirmou Souza e Silva.

Lojas de todo o país vão oferecer produtos sem as taxas dos impostos, responsáveis por sobrecarregar o valor final dos produtos. São drogarias, perfumarias, supermercados, autoescola, escola de idiomas, lojas de material de construção, pet shop, lojas de calçados, roupas e acessórios, entre outras, que comercializarão produtos e serviços sem o valor dos impostos. A lista completa de empresas e produtos pode ser consultada no site www.dialivredeimpostos.com.br.

LEIA MAIS: Assembleia propõe reduzir imposto e dívida por retomada econômica

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.