A 30 dias da posse, Marília já reduz reajuste do IPTU de Contagem

  • Avatar
  • por | publicado: 4/12/2020 - 18:14 | atualizado: 5/12/2020 - 10:12

Marília Campos concede entrevista a Inácia Soares e Murilo Rocha, na TV Band, foto Hamilton Reis

Na primeira reunião de transição com o prefeito de Contagem, Alex de Freitas (sem partido), na terça (1º), a prefeita eleita Marília Campos (PT) solicitou a redução do reajuste IPTU do ano que vem. E foi atendida. A redução se dará por meio da troca do índice de correção, do IGPM, um dos mais altos, pelo IPCA.

Para se ter uma ideia, a brutal diferença entre eles é de cerca de 20 pontos percentuais: o IGPM 2020 chegou a 24,52% nos últimos 12 meses, já o IPCA de novembro será divulgado na próxima semana. Segundo Marília, além de reduzir os valores na ponta, haverá isonomia com o índice utilizado pela prefeitura em todos os outros contratos.

A notícia foi dada durante o programa Entrevista Coletiva, da TV Bandeirantes, que vai ao ar neste sábado às 18h50. O pedido dela será enviado pelo atual prefeito à Câmara Municipal em forma de projeto de lei sobre o Imposto Predial e Territorial Urbano.

Refinanciamento será feito em 2021

Após a posse, a futura prefeita irá reduzir ainda, conforme prometeu em campanha, os valores nominais do imposto por meio de novo projeto. A intenção dela é redefinir as alíquotas cobradas. “Quero tornar o imposto uma cobrança mais justa”, confirmou. Outro projeto ela irá refinanciar os atrasados, uma espécie de refis para reduzir a inadimplência.

O assunto IPTU foi polêmico na campanha, principalmente, porque, entre os anos de 1989 e 2016, o tributo não era cobrado dos contagenses. “Nosso compromisso é reduzir o valor do IPTU residencial e comercial porque estão abusivos. Isso dentro de uma lógica de rever toda política tributária municipal para estabelecer as compensações”, disse Marília, durante a campanha.

“Hora de descer do palanque”

Além de rever o valor do IPTU, ela planeja também analisar os contratos das obras de infraestrutura que estão em andamento na cidade. “São obras importantes e que vão melhorar a qualidade de vida das pessoas, vão melhorar a infraestrutura da cidade, mas a cidade desconhece de fato os projetos. Nossa intenção é mostrar o projeto, debater com a cidade os impactos que esses projetos terão e rever, se necessário, algumas questões dos projetos”.

A prefeita eleita também avisou que, a partir de agora, desceu do palanque e que irá colocar os interesses de Contagem em primeiro lugar. “Agora, vou governar. Conversar com todo mundo, com os bairros que não votaram em mim; com os vereadores que não fizeram campanha para mim. Temos que unir a cidade e respeitar o eleitor e a eleitora que votaram em mim”, disse ela.

LEIA MAIS: O resultado das eleições municipais e seus reflexos na eleição de 2022 em Minas

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments